Roqueveloz

Este usuário não compartilhou nenhuma informação biográfica

Os Piores Clipes do Rock #3

A busca pelas pérolas do rock continua!

Em um momento de ócio encontramos mais algumas super-produções hollywoodianas para compartilhar com vocês:

Korpiklaani – Wooden Pints (2003)

Álbum: Spirit Of The Forest (2003)

Korpiklaani, os finlandeses do Clã da Floresta(Korpiklaani em finlandês) e com seu Folk Metal com alto índice de álcool no sangue não foram esquecidos. A música é muito boa, e era pra ser um clipe comum se não fossem alguns detalhes como o baterista que toca descalço,  o vocalista consideravelmente bêbado (assim como o resto da banda) e ele, o nosso personagem principal: Jaakko “Hittavainen” Lemmetty, o violinista. Esse cara merece todos os créditos desse clipe, o carisma dele me assusta. Assistam o clipe e entenderão o que eu estou falando.

Momentos épicos: Aos 0:09, nosso herói Jaakko “Hittavainen” Lemmetty sai de um banheiro ou coisa do tipo tocando seu violino, espero, e com cara de que “peidei mas não fui eu”. Aos 2:26 o banquete e a luta dos músicos também estão nos momentos épicos desse clipe com toda a certeza.

Leia o resto deste post »

, , , , , , , ,

1 comentário

Entrevista Exclusiva – Blaze Bayley

Entrevista por Darkmephisto e Hellion.

Blaze Bayley ao vivo em São Paulo, 2010 - Foto por Luciano Piantonni

Um dos vocalistas de Heavy Metal mais conceituados do mundo, Blaze Bayley começou sua carreira no Wolfsbane, mas o sucesso veio quando foi convidado a se juntar ao Iron Maiden em 1994, quando Bruce Dickinson se desligou da banda. No Maiden, gravou dois álbuns e fez grandes turnês, tendo o ápice no Monsters Of Rock de 98 em São Paulo. Sua passagem bela banda foi um tanto quanto polêmica, há quem ame e quem odeie a “era Blaze”. Pós-Maiden, Blaze vêm lançado álbuns de altíssimo nível, que agradam até seus detratores dos tempos de Donzela. Desde Silicon Messiah de 2000, até o mais recente Promise and Terror de 2010, Blaze Bayley vem levando a bandeira do Heavy Metal com qualidade, e fazendo jus a sua história. O “Messiah” conversou exclusivamente com o Roque Veloz via e-mail, e aí vão as respostas:

Roque Veloz: Olá Blaze! Em primeiro lugar, gostaríamos de agradecer pela oportunidade dessa entrevista. Alguns meses atrás você fez uma turnê pela América do Sul, passando pelo Chile, Argentina e Brasil. O que você pode dizer sobre a turnê?
Blaze: Os fãs estavam absolutamente fantásticos, eu realmente gostei dessa turnê. Eu mal posso esperar para voltar a tocar nesses países no próximo ano, em junho.

RV: Sua história com o Brasil não é tão nova. Desde a capa de Virtual XI do Iron Maiden, que mostra uma suposta partida de futebol entre Brasil e Inglaterra, passando pelas últimas turnês e outras. Como você vê a relação entre você e o Brasil, e os fãs brasileiros?
Blaze: Eu amo os fãs do Brasil, eu amo ir até aí. O Brasil tem um lugar muito especial em meu coração, porque vocês me apoiaram nos momentos bons e ruins.

Leia o resto deste post »

, , , , , ,

Deixe um comentário

Morre Jani Lane do Warrant

R.I.P. Jani Lane

Assim como foi nos últimos anos, a medida que o tempo passa, os grandes nomes do rock vão caindo um a um, como foi com Dio, Steve Lee, The Rev e muitos outros, infelizmente. Desta vez foi a hora de Jani Lane de cantar “Heaven” pela última vez antes de ir descansar nele. O frontman ficou conhecido nos anos 80 por estar a frente da banda Warrant e gravar sucessos como “Cherry Pie” , “Down Boys”, “Heaven”, “Sometimes She Cries”, entre outros, e também fez parte do projeto “The Saints Of The Underground” junto com o baixista do Ratt recentemente. O músico que era conhecido também por suas polêmicas, foi casado 3 vezes e tinha 4 filhos. Uma das esposas de Jani é a modelo do clipe Cherry Pie (vídeo abaixo). Jani não usava drogas, porém tinha problemas com álcool, que segundo a sua irmã, ficaram mais fortes quando sua mãe faleceu há 7 anos. Era a mãe que o incentiva a ir a clínicas e buscar a recuperação. Jani tinha 47 anos quando foi achado morto em um hotel de Los Angeles na quinta-feira, dia 11/08/11.

Abaixo algumas citações de músicos do meio e vídeos.

Leia o resto deste post »

, , , , ,

1 comentário

Dia Internacional do Rock \,,/

Roque, no xadrez, é uma jogada especial que envolve a movimentação de duas peças no mesmo lance. É também assistente de palco do Programa Silvio Santos.

Fora isso, o Roque, também chamado de Rock pelos gringos, é o aniversariante de hoje!

AEEEEE CARAI! \o/

O foda é que não se sabe quantos anos esse senhor tem. Só se sabe que ele é um senhor, já que descende do Blues, esse sim um ancião. Mas o Rock é um senhor com alma de adolescente, cabeludo (ou não), barulhento (ou não), muitas vezes revoltado (ou não), colorido (mah nem fodendo! ¬¬), mas todo mundo gosta dele. Ou não.

A coisa é muito mais simples do que parece. Consiste em quebrar paradigmas, inverter valores, chocar, botar pra foder. Muito antes da Lady Gaga aparecer com seus peitos que atiram e o caralho a 4, Elvis Presley chocou com sua dança, e ainda tocando a música dos negros. Alice Cooper tocava o terror literalmente nos shows, o Queen botava estádios abaixo, sendo a primeira banda denominada “Rock de Arena”. No Brasil, Raul Seixas parecia ter vindo realmente de 10.000 anos atrás com suas letras que ainda soam atuais, os Mutantes trouxeram o psicodelismo da época, o NxZero… bom… deixa quieto.

Também tivemos o surgimento dos Deuses do Metal: Ozzy Osbourne, com o eterno morcego que ninguém cansa de falar, Dio com o tão usado \,,/ , o pessoal bonito do Deep Purple e do Led Zeppellin, o poder do couro do Judas Priest, Eddie e seus amiguinhos do Iron Maiden, o ego e o óleo corporal do Massacration Manowar, e por ai vai.

O Manowar

Leia o resto deste post »

, , , , , , ,

4 Comentários

Roque Veloz apresenta: Os Piores Clipes do Rock #2

Enquanto houver mau gosto nos clipes de rock, aqui estaremos pra dar umas risadas!

Aqui vão mais 3 pérolas dignas de Oscar:

Kiss – Uh! All Night (1986)

Álbum: Asylum (1985)

Kiss, a banda dos clipes ruins. Isso é um fato, infelizmente. E esse aqui é dos bons, no mau sentido. Você que está lendo isso e nunca viu esse vídeo, aí vai a prova: Clique em ‘play’ e assista os primeiros 11 segundos, só isso. Ok, vamos combinar que o visual da banda na época não ajuda em absolutamente NADA, mas bailarinas em camas-carro paradas em um semáforo e fechaduras gigantes são demais pra mim. Próximo!

Momento épico: A “discreta” metamorfose de Paul Stanley nos já citados e importantíssimos primeiros 11 segundos do vídeo.

Leia o resto deste post »

, , , , , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: