Arquivo para categoria The Who

(1973)The Who – Quadrophenia + Biografia da Banda

Por DiNebbia

Estava eu olhando as reviews já feitas e então me toquei “Caralho não tem The Who aqui… Como assim não tem The Who?”, então fui perguntar pro Hellion pra ver se tinha alguém fazendo Who e NÃO, ninguém nem queria fazer do Who então estou aqui todo feliz em estrear essa banda no Roque Veloz e a pedido do parceiro Hellion, vou resenhar o álbum Quadrophenia.

The Who, banda britânica formada por Pete Townshend (guitarra), Roger Daltrey (vocais), John Entwistle (baixo) e Keith Moon (bateria), certamente antes deles já existia rock, mas foi a banda que renovou colocando raiva nas músicas, também por ser uma banda pós-guerra suas letras eram libertadoras mostrando o ponto de vista dos jovens, parte dos seu sucesso vem disso, adolescentes que depois de tanta opressão encontram uma banda que os entende e expressa isso em suas letras.

Também temos o fato de que Who inventou a “destruição” nos palcos, Pete Townshend foi o primeiro a destruir a guitarra num show e quando não era ele Keith Moon chutava a bateria plataforma à baixo, enfim a banda também é pai da ópera rock, Tommy (1969) foi o primeiro álbum entitulado como ópera rock e pra provar que eles sabiam o que estavam fazendo reforçaram o novo estilo com Quadrophenia, lembrando que ambos viraram filmes.

Melhor Música : Não vou citar apenas uma, mas também pra não ficar palhaçada vou citar uma por lado (Séria injusto deixar algumas faixas de fora desse “titulo”)
Disco Um
Lado A : The Real Me
Lado B : Is it in my Head

Disco Dois
Lado A : 5:15

Lado B : The Rock

Pior Música : Helpless Dancer

Todas as canções compostas por Pete Townshend.

Disco Um

Antes de começar a resenhar vou dar algumas explicações sobre o Quadrophenia, o álbum conta a historia de um jovem esquizofrênico, o jovem tem quatro personalidades (dai que vem o nome do álbum, uma modificação de “quatro personalidades” e esquizofrenia) cada qual derivada de um membro da banda, as faixas que mostram cada personalidade são :

“Helpless Dancer” (Roger Daltrey);

“Doctor Jimmy” (John Entwistle);

“Bell Boy” (Keith Moon);

“Love Reign O’er Me” (Pete Townshend).

O encarte original do LP vinha com citações do Pete sobre a historia que ocorria em cada faixa, então para tudo ficar mais claro irei mostrar suas citações e logo em seguida resenhar a faixa, aproveitem o show ;* .

Lado A


“I am the Sea” – 2:08

Pete Townshend: “Nossa história começa em uma rocha no meio de um tempestuoso oceano…”

Funciona assim, barulho de mar, é isso.

Fala que ele está na rocha pensando, mas na historia ele só vai pra rocha no final então imagino que a ópera se trate do carinha lembrando do seu passado ou algo assim, nunca entendi essa faixa ao certo, então nem vou julga-la como música.

“The Real Me” – 3:22   5/5

Pete Townshend: “Checando se está tudo em ordem com uma visita rápida ao psiquiatra, uma conversa em casa e até buscando os conselhos de um padre. Segurança mental infelizmente não é obtida.”

Música incrível, com um instrumental excelente, se separar cada instrumento e ouvi-lo sozinho perceberemos a grandeza da faixa, o show do baixista do inicio ao fim, a pegada empolgante da guitarra, as viradas e batidas de bateria e o vocal cativante e totalmente único, não posso descrever o quão boa é essa música, no seu lugar eu ia ouvir agora pra entender a grandeza de tudo.

Leia o resto deste post »

, , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: