Arquivo para categoria Legião Urbana

Morra, Mas Não Deixe de Escutar ( Parte 1 )

Salve Galera    \O/

Depois de alguns meses sem postar nada volto às atividades com muito sangue nos olhos e muitas agulhas nas veias!

Volto para falar de 3 álbuns que ao meu ver são indispensáveis a todo ser que rasteje sobre a Terra, ao menos uma vez na vida essas relíquias devem ser ouvidas. Não farei aqui as costumeiras resenhas faixa a faixa com que estamos acostumados no blog, apenas falarei sobre algumas faixas e algumas curiosidades que perscrutam tais álbuns.

——————————————————————————————————————–

“Quando se ouve boa música fica-se com saudade de algo que nunca se teve e nunca se terá.”

Samuel Howe
———————————————————————————————————————

É de fato conhecido por todos que o momento que você passa na sua vida afeta diretamente as músicas que você quer ouvir. Samuel Howe foi brilhante ao escrever essa frase acima, toda via, a boa música também traz aquele sentimento de saudade de algo que você sempre terá na sua mente. Infinitas foram as vezes que uma música começou a tocar e der repente aquele instante na memória parece que voltou a ser vivido, música tem esse poder de fazer com que voltamos no tempo, mesmo estando no presente, música nos anima, nos transforma em algo melhor, faz com que apreciemos de maneira mais bela a vida!

Um álbum mescla muitas coisas, um álbum diz o que o artista está pensando naquela época, diz se a banda está feliz ou se está triste, diz se os integrantes são bons ou ruins. Um álbum tem o poder de unir as pessoas, tem o poder de fazer pessoas intelectuais pensarem, de fazer as pessoas escrotas pensarem. Um álbum diz muita coisa quando o paramos para ouvir de maneira verdadeira. Mas quem hoje em dia consegue parar para ouvir um álbum? … O dia a dia ta andando, o tempo não para, é complicado achar um tempo para pegar um Abbey Road e escutar do inicio ao fim no talo, prestando atenção na bateria de Ringo e nas letras escrita por Paul e Lennon, não dá tempo de saber que Smoke on the Water do Purple é baseado em uma história real, não sabemos que o David Bowie quase se matou inspirado em um personagem criado por ele no álbum Ziggy Stardust, nossa percepção sobre alguma coisa muda muito quando sabemos mais sobre essa coisa, e essa ideologia também funciona com músicas…. A vida está ai para ser vivida e perder tempo para ouvir um álbum não está em questão, é assim que muitos pensam… Apenas lamento, pois tudo o que foi dito ai em cima sobre música só é vivido por quem realmente tem um tempo para a música, tem um tempo de pegar uma obra sentar no sofá, fechar os olhos e viajar….

Leia o resto deste post »

Anúncios

, , , , , ,

Deixe um comentário

(1986) Legião Urbana – Dois

Por Joaora -> \,,/

 Não minto a ninguém, nem a você que está lendo isso agora, sou um legionário assumido e daria minha mão esquerda para essa banda voltar à ativa, para renascer Renato Russo, mas como isso não é possível, ainda não inventaram uma forma de sacrifício corporal para trazer mortos à vida, nós, fãs desta que foi pra mim a melhor banda brasileira de todos os tempos, temos que ficar ouvindo os clássicos deixados pela banda e absorver cada momento presente em seus álbuns. Dois é para mim um marco, ainda sou adolescente, 18 anos nas costas, mas digo que este álbum vai estar comigo pelo resto da minha vida, foi um marco na minha infância, quando ouvia Eduardo e Mônica nas rádios e achava graça daquela letra tão banal, está sendo um marco na minha adolescencia, onde as letras românticas e as críticas sociais e politicas fazem algum sentido agora e será certamente um marco na minha vida adulta, pois os clássicos são clássicos e devem ser ouvidos a qualquer hora por todos os tipos de pessoas, independetemente de suas crenças e raças, a música é isso: Molda as Pessoas… Principalmente a música da Legião Urbana, que fez milhares de pessoas do Brasil a fora terem algo em comum: Amar do Fundo da Alma A Legião Urbana!

 Primeiramente algumas citações:

” Musicalmente falando, Dois foi o melhor álbum que eu já produzi”

Mayrton Bahia ( Produtor)

” Me Lembro de quando ouvi Índios pela primeira vez, fiquei emocionado, ouvi ela mais umas 20 vezes e a cada vez eu me perguntava: Como alguém consegue fazer uma música dessas?”

Dinho Ouro Preto ( Vocalista do Capital Inicial)

” Andrea Doria era pra ser a melhor música da Legião Urbana, mas faltou algo”

Marcelo Bonfá ( Ex- Baterista da Legião)

Descrição

  2 º Álbum da banda brasiliense, Dois vinha para suceder o primeiro e aclamado álbum da banda, onde a influência Punk e o som acelerado revigorava. A sonoridade muda bastante aqui, músicas mais cadenciadas e mais trabalhadas podem ser ouvidas, mostrando a nítida evolução da banda, depois de seu primeiro lançamento. Inicialmente Dois, era para ser um álbum duplo onde grande parte das músicas seriam acústicas, da época em que Renato Russo se auto entitulou o ” Trovador Solitário” e compôs diversas músicas em dueto com seu violão, toda via a ideia não vingou. Dois saiu em 1986 e virou um clássico do rock nacional, dito por muitos como o melhor trabalho da banda!

Simplesmente Essencial e Foda De Mais para ser Descrito em Meras Coisas que os Seres Humanos Chamam de PALAVRAS! 

 Melhor Música: Índios ou Fábrica ou Tempo Perdido ou Daniel na Cova dos Leões ou Andrea Doria ou Quase Sem Querer ou Acrilic on Convas…. Anote todas elas em um papel, recorte-o e jogue-os para cima… O papel que você pegar é a melhor música!

Pior Música: Plantas Embaixo do Aquário

 

Leia o resto deste post »

, , , , , , ,

6 Comentários

(1996) Legião Urbana – A Tempestade

Capa do Álbum

Eis aqui o último trabalho de uma das maiores bandas de Rock’n Roll desse país…A Tempestade é o CD mais triste da Legião, com letras também depressivas…Foi lançado em 1996 e não obteve marcas de vendas muito grandes como os clássicos “ Dois” e “ As Quatro Estações”… Comercialmente foi considerado o pior CD do grupo, mesmo contendo ótimas músicas… Marcelo Bonfá (baterista) conta  que os vocais de Renato Russo foram gravados de primeira, sem retoques e reajustes, pois na época a saúde do vocalista estava muito debilitada ( Exceção do single “ A Via Láctea”), e este não tinha vontade de refazer nada…Era tradição da Legião Urbana em todos os seus discos escreverem tais publicações: “Urbana Legio Omnia Vincit” (Legião Urbana a tudo vence) e “Ouça no volume máximo“, entretanto em A Tempestade nada consta, nem agradecimentos, apenas há uma frase que assim diz: “O Brasil é uma república federativa cheia de árvores e gente dizendo adeus“… O álbum foi lançado em 20 de setembro de 1996, Renato Russo morreu 21 dias depois do lançamento!!..Álbum triste, que também te deixa triste, mas que é indispensável pra qualquer fã da banda!!…Parece que de alguma forma eles sabiam que esse seria seu último álbum, então só basta pra nós fãs escuta-lo….escuta-lo…..e re-escuta-lo!

Melhor Música: Dezesseis

Pior Música: Música de Trabalho

1 – Natália ( Renato Russo, Dado Villa Lobos e Marcelo Bonfa) (3:55) 4,5/5

A primeira música do disco é a música que mais lembra a Legião Urbana do passado, com uma letra forte, Renato Russo cita que a geração de hoje será o futuro e por isso todos devemos acreditar em nossos jovens, a guitarra de Dado Villa Lobos marca presença com um riff pesado, sendo uma das únicas do disco a assim ser

Leia o resto deste post »

, , , , ,

13 Comentários

%d blogueiros gostam disto: