bcolisse

...

Página Inicial: http://bcolisse.wordpress.com

Anunciado o novo baterista da banda Dream Theater – Mike Mangini

Foi anunciado hoje ( 29/04/2011)  oficialmente que Mike Mangini é o novo baterista do Dream Theater através da terceira parte do documentário “the spirit carries on”, que pode ser visto no canal oficial da Roadrunner records  clicando aqui .

A banda Dream Theater, que após 25 anos de carreira com muitos álbuns lançados e alto reconhecimento pelos músicos por sua genialidade em composições melódicas e principalmente técnicas, foi surpreendida pelo seu ex baterista Mike Portnoy no dia 09/09/2010 que queria “dar um tempo” no Dream Theater para se concentrar em projetos paralelos. A banda, que não aceitou, resolveu simplesmente ir procurar um novo baterista. Ao todo, 7 caras ( que foram todos excepcionalmente ótimos nos teste, conforme podemos ver no documentário liberado pela banda) fizeram audições – 7 dos melhores bateristas do mundo. Além de Mike Mangini, estavam presentes na concorrência: Thomas Lang ,Virgil Donati,Derek Robby,Peter Wildoer, Marco Minnemann e Aquiles Priester.

Após as 7 audições, a banda anunciou hoje que Mike Mangini é  o novo baterista, através do video e através do twitter do tecladista da banda, Jordan Rudess (@jcrudess):

Jcrudess Jordan Rudess

Thanks for watching everyone1 Please welcome Mike Mangini to the Dream Theater family. Most of all-thanks to our incredible fans We love U”
Em nota: “Obrigado a todos por assistirem! Por favor, recebam Mike Mangini á familia Dream Theater. Agradecemos muito a vocês incríveis fans! Nós te amamos!”
E agora bate aquela expectativa pelo novo albúm do Dream Theater, com o novo batera: Mike Mangini!
Mike Mangini é conhecido por ter tocado com grandes nomes, como Steve VaiExtremeAnnihilatorJames LaBrie e, agora, Dream Theater .
Além disso, Mike Mangini é professor da universidade de música Berklee – onde muitos músicos do Dream Theater também estudaram.
Bem vindo, Mike Mangini! Eu, assim como muitos fãs do Dream Theater, estamos muito ansiosos para ver você em ação!

, , ,

Deixe um comentário

(2004) Pain of Salvation – “BE”

Atenção. Dê um stop no lixo que você deve estar ouvindo agora, pois nada se compara à obra que apresentarei agora. Esqueça tudo o que você já ouviu falar sobre álbuns conceituais e conceitos, pois este é um álbum com um conceito de verdade. “BE”.

Com certeza, esse será um post longo, pois terei que colocar trechos das músicas. Uma boa parte eu vou copiar por aí na internet, mas irei comentando.

Prontos?

Primeiramente, conheça o gênio que criou a obra: Daniel Gildenlow. Daniel disse que as primeiras idéias sobre o “BE” começaram a surgir em 96 (repare que o álbum foi lançado em 2004, ou seja, 8 anos de puro conceito, pesquisa, elaboração e composição).

Conforme está no encarte IMENSO do DVD “BE” live:

“(…) Eu (Daniel) tinha dois conceitos paralelos que eu girava em torno quando comecei a colocar esse conceito em ordem no começo do verão de 2003 (nosso inverno folks). Um era a idéia de que se Deus já existiu ele talvez já foi tão perdido e tão curioso como nós somos – criando o mundo como uma imagem dele/dela apenas para simular condições que talvez digam a ele/ela  sua origem. A história era uma história circular onde o homem cria uma sonda inteligente á sua própria imagem para descobrir a origem e respostas para a vida. Ela acaba tornando-se um novo Deus, criando o mundo tudo de novo, argumentando que toda criação vem de um impulso de se entender, e tempo é apenas um lugar onde nós nos “movemos” para sermos capazes de perceber mudanças. É simplesmente como nossos receptores trabalham, como nossos olhos interpretam ondas de energia em cores. Essa é nossa maneira especifica de ver coisas.

Leia o resto deste post »

, , , , , , ,

9 Comentários

(1975) Pink Floyd – Wish you were here

Nesse momento, ao ler o texto, você menina deve ter suspirado: “ah, “ele” me dedicou essa música”, e você menino deve ter pensado “pô Bruno, Pink Floyd de novo!?!”. Haha ;D

Brincadeiras à parte, vamos falar de MÚSICA. Com certeza, ao se tratar de música, o album Wish you were here é um ótimo exemplo de como a música sempre deveria ser: não comercial, sentimental e verdadeira. Com todas as músicas possuindo mais de 5 minutos e com melodias extremamente emocionantes, Wish you were here é um album pra você ouvir no talo, “degustando” cada segundo.

Melhor música : Shine on you crazy Diamond (Parts I-V) – E não adianta ficar bravinho falando que a melhor é a faixa titulo.

Música “menos boa”: Welcome to the Machine.

Dificil classificar isso. No geral, cada música tem sua singularidade e seu valor. Não vou nem me preocupar em dar notas para as faixas, porque todas merecem um 10, assim, de cara. São todas ótimas faixas, tanto instrumentalmente falando quanto liricamente.

Prontos?

Para começar, a capa retrata um contratante da industria musical “se queimando” musicalmente (por causa do contrato a ser feito). Hm…

Em algumas versões de LP, na minha por exemplo, existe um aperto de mão de dois robôs em um adesivo no campo. Também retrata um acordo feito por robôs, não pessoas. Isso representa a ausência de sentimentos.

1 – Shine on you crazy Diamond (Parts I-V)

Isso sim é uma faixa progressiva.Do inicio da música até os 8 minutos é apenas instrumental! Incrivel como o Pink Floyd consegue nos cativar com instrumentais tão longos. Se você não gosta, é porque provavelmente nunca ouviu da maneira que se deve. Todo esse instrumental funciona como uma espécie de “cama”, um plano de fundo, que te coloca na atmosfera do album. Se você pegar a faixa direto dos 8 minutos, não irá ter a mesma sensação.

Leia o resto deste post »

, , , , ,

2 Comentários

(1996) Rage Against the Machine – Evil Empire

Capa do album.

Conforme pedido via twitter =)

Rage Against the Machine com certeza é uma das bandas mais dificeis de se fazer um review sobre. Em cada albúm está contido um contexto político/social que é mostrado em suas letras cheias de sátiras. Portanto, caso eu deixe passar alguma coisa, mil perdões. Mas tenha certeza de que uma coisa eu vou falar bem detalhado para vocês sobre o album: Instrumental.

Mas vamos lá.

A frase “Evil Empire”(império maligno) foi uma frase usada pelo então presidente dos Estados Unidos Ronald Reagan para descrever a União soviética.

A imagem da capa é uma imagem alterada e possui Ari Meisel (um jovem que com 24 ja havia fundado 4 empresas) como protagonista. Os dizeres “Evil empire” e a letra “e” era originalmente “Crimel Buster” e a letra “C”.

Agora vamos falar de musica:

1 – People of the Sun (B)

A letra de People of the Sun é inspirada no movimento Zapatista.

O Movimento Zapatista inspirou-se na luta de Emiliano Zapata contra o regime autocrático de Porfirio Díaz que encadeou a Revolução Mexicana em 1910. Os zapatistas tiveram mais visibilidade para o grande público a partir de 1 de janeiro de 1994 quando se mostraram para além das montanhas de Chiapas com capuzes pretos e armas nas mãos dizendo Ya Basta! (Já Basta!) contra o NAFTA (acordo de livre comércio entre México, Estados Unidos e Canadá) que foi criado na mesma data.
O movimento defende uma gestão democrática do território, a participação direta da população, a partilha da terra e da colheita.

O Movimento Zapatista inspirou-se na luta de Emiliano Zapata contra o regime autocrático de Porfirio Díaz que encadeou a Revolução Mexicana em 1910. Os zapatistas tiveram mais visibilidade para o grande público a partir de 1 de janeiro de 1994 quando se mostraram para além das montanhas de Chiapas com capuzes pretos e armas nas mãos dizendo Ya Basta! (Já Basta!) contra o NAFTA (acordo de livre comércio entre México, Estados Unidos e Canadá) que foi criado na mesma data.O movimento defende uma gestão democrática do território, a participação direta da população, a partilha da terra e da colheita. ( wikipédia baby).

Ela foi escrita depois da visita de Zack de la Rocha á cidade de Chiapas, ao sul do México.

Em termos de música em si, penso que é uma ótima maneira de se iniciar o album. Com um efeito stereo, um riff de guitarra e depois uma batida funk/hip hop ao melhor estilo RATM. Tom Morello ( guitarra) como sempre inovando nos efeitos, usando wah wah no refrão. Aos 1:25 mais ou menos temos uma dinamica interessantissima na musica. Tom Morello faz um “riff”completamente dissonante, contudo, por ser Funk, esse Riff soa muito bem, coisa que apenas Tom Morello sabe fazer hehe ;D

Leia o resto deste post »

, , , , , , , ,

Deixe um comentário

Nota de imprensa sobre saída de Mike Portnoy do Dream Theater por Jordan Rudess

Fonte: http://jcrudess.wordpress.com/2010/09/09/dream-theater-press-release/

To all of our loyal fans and friends: It is with
profound sadness — regret — we announce that Mike
Portnoy, our lifelong drummer and friend, has
decided to leave Dream Theater. Mike’s stature in
the band has meant the world to all of us
professionally, musically, and personally over the
years. There is no dispute: Mike has been a major
force within this band.

While it is true that Mike is choosing to pursue other
ventures and challenges, we can assure you
that Dream Theater will continue to move forward
with the same intensity — and in the same musical
tradition — that you have all helped make so
successful, and which is truly gratifying to us.

Fans and friends: File this episode under “Black
Clouds and Silver Linings.”As planned, we begin
recording our newest album in January 2011, and
we’ll follow that with a full-on world tour. “The Spirit
Carries On.”

All of us in Dream Theater wholeheartedly wish Mike
the best on his musical journey. We have had a long
and meaningful career together. It is our true hope
that he finds all he is looking for, and that he
achieves the happiness he deserves. He will be
missed.

——————-

Tradução. Relevem os erros por favor:

Para todos nossos caros fans e amigos: é com muita tristeza – arrependimento – que nós anunciamos que Mike Portnoy, nosso bateirista de toda vida e amigo, decidiu deixar o Dream Theater. O tamanho de Mike na banda foi muito importante para todos nós profissionalmente, musicalmente e pessoalmente dentre os anos. Não há disputa: Mike foi uma força maior nesta banda.
Por enquanto é verdade que Mike está escolhendo seguir outras aventuras e desafios, podemos afirmar que o Dream Theater continuara a seguir em frente com a mesma intensidade – e na mesma tradição musical – que vocês todos tem ajudado a fazer muito sucesso, e que nos faz tao gratos.
Fans e amigos: Guarde esse episódio sobre “black clouds and silver linings”( ultimo album de estudio da banda – nuvens negras e esse “silver lining” tem o mesmo sentido de “luz no fim do tunel” , demonstrando que mesmo em maus periodos há esperança. Silver ining referido é o contorno dourado que se pode observar em vola de nuvens negras durante dias ensolarados.). Como planejado, nos começaremos gravando nosso mais novo album em 2011, e continuaremos em uma world tour completa. “The spirit carries on” ( o espirito continua, referencia a musica do album “scenes from a memory (1999/2000).)
Todos nós do Dream Theater desejamos de todo coração o melhor para Mike em sua jornada musical. Nós tivemos uma longa e significante carreira juntos. é nossa real vontade que ele ache oque está procurando, e que ele alcance a felicidade que ele merece.Nós sentiremos sua falta.
LONG LIVE DREAM THEATER!

Foto tirada no ultimo show do Dream Theater em São Paulo - 2010

* Escrito por Bruno, um fã que está completamente arrasado com a noticia =/
** Esse post não foi um review de um album…mas tive que escrever. Voltamos com nossa programação normal no prox. post ;D
***  A nota de imprensa traduzida de Jordan Rudess sobre a saida de Portnoy do Dream Theater, voce viu primeiro aqui ;D

, , , , , , , , , , ,

2 Comentários

%d blogueiros gostam disto: