Arquivo para categoria Ramones

(1992) Ramones – Mondo Bizarro

“Definitivamente Eu Não Gosto Desse Álbum” – Johnny Ramone

Em 1992 os Ramones lançavam seu 12ª álbum de estúdio, e nele conseguiam um fato quase que inédito: Obter crédito e elogio da crítica! Não que isso importasse para a banda, pois os álbuns anteriores eram fracassos de mídia e a crítica caia em cima de uma forma negativa! (Excessão do último lançamento da banda Brain Drain) Chegando a alcançar o TOP 200 da Billboard, Mondo Bizarro é um clássico, amado por uns, e odiado por outros ( entre eles está o próprio guitarrista da banda, que no documentário Ramones Raw, que aliás eu recomendo, fala que não gosta do álbum), talvez por ter músicas que beiram os 4 minutos e também por serem mais “complexas” de acordo com a ideologia da banda, de fazer músicas rápidas de riffs simples. C.J.Ramone faz sua estréia aqui como membro da banda, trazendo toda sua energia e juventude. É dificíl substituir Dee Dee Ramone que mesmo não tocando aqui, ajudou a banda a compor algumas músicas!….GO GO RAMONES!

Melhor Música: Strength to Endure

Pior Música: Main Man

1 – Censorshit (Joey) (3:13) 5/5

A primeira canção do álbum é de autoria plena do vocalista Joey Ramone, essa música antes de lançada em Mondo Bizarro foi muitas vezes utilizada pelo vocalista em seus shows da carreira solo, então por isso não foi surpresa a audição dela por partes dos fãs da banda e do cantor. A letra é muito inspirada, critíca a censura americana instaurada pelo PMRC ( Clique aqui para saber mais sobre o movimento), destaco esse verso da canção:

Ask Ozzy and Zappa or Me We ‘ll Show You What it’s Like to be Free

Pergunte para o Ozzy e o Zappa ou para mim, Nós lhe mostraremos o que é ser livre!

Falando da música em si, o riff acelerado de Johnny na guitarra deixa a marca da banda na primeira faixa, que com a letra séria foge um pouco dos padrões dos Ramones. A música de 3 minutos é acelerada e com o refrão que não exige muito da voz de Joey se torna uma bela abertura e destaque! Joey se mostra um belíssimo compositor aqui!

Leia o resto deste post »

Anúncios

, , , , ,

Deixe um comentário

(1989)Ramones – Brain Drain

Capa

Brain Drain é um clássico desta magnífica banda americana de Punk Rock. É o disco que comercialmente mais rendeu elogios aos Ramones vendendo milhões de cópias. Seria o último com o baixista original Dee Dee Ramone. Repleto de músicas aceleradas, como deveria ser um álbum de Punk Rock, Brain Drain também conta com músicas bem trabalhadas e arranjadas, como o grande sucesso Pet Semetary que sempre figura no TOP Músicas da banda, as músicas aqui estão mais longas do que em álbuns anteriores da banda, alcançando em média os 3 minutos, o que para eles já eram muito!….Melhor álbum dessa banda na minha humilde opinião, que merece ser ouvido com muito respeito!

Melhor Música: Pet Semetary


Pior Música ( A menos Boa) : Don’t Bust My Chops



1 – I Believe in Miracles (Daniel Rey, Dee Ramone) (3:19) 5/5

A guitarra suja com um riff simples de Johnny Ramone da as boas vindas do álbum, juntamente com Dee Dee e seu baixo que seguem uma bateria feroz. O riff continua o mesmo até o fim da canção, não se tornando complexo ou com mais de 3 notas, até o solo do guitarrista é simples, entretanto simplicidade não significa ruindade, o guitarrista está tocando bem aqui. I Believe in Miracles tem um dos melhores refrões do álbum, que realmente entra na sua cabeça e este é o ápice da canção, a letra é uma das mais sérias do CD, falando sobre os males do mundo! Vale ressaltar o clipe dessa canção, que foge da tagarelice dos tipicos clipes da banda e se torna interessante, citando diversas banda que foram importantes para a história do Rock’n Roll, vale a pena dar uma conferida!

Leia o resto deste post »

, , , ,

9 Comentários

%d blogueiros gostam disto: