Arquivo para categoria Pain of Salvation

(2004) Pain of Salvation – “BE”

Atenção. Dê um stop no lixo que você deve estar ouvindo agora, pois nada se compara à obra que apresentarei agora. Esqueça tudo o que você já ouviu falar sobre álbuns conceituais e conceitos, pois este é um álbum com um conceito de verdade. “BE”.

Com certeza, esse será um post longo, pois terei que colocar trechos das músicas. Uma boa parte eu vou copiar por aí na internet, mas irei comentando.

Prontos?

Primeiramente, conheça o gênio que criou a obra: Daniel Gildenlow. Daniel disse que as primeiras idéias sobre o “BE” começaram a surgir em 96 (repare que o álbum foi lançado em 2004, ou seja, 8 anos de puro conceito, pesquisa, elaboração e composição).

Conforme está no encarte IMENSO do DVD “BE” live:

“(…) Eu (Daniel) tinha dois conceitos paralelos que eu girava em torno quando comecei a colocar esse conceito em ordem no começo do verão de 2003 (nosso inverno folks). Um era a idéia de que se Deus já existiu ele talvez já foi tão perdido e tão curioso como nós somos – criando o mundo como uma imagem dele/dela apenas para simular condições que talvez digam a ele/ela  sua origem. A história era uma história circular onde o homem cria uma sonda inteligente á sua própria imagem para descobrir a origem e respostas para a vida. Ela acaba tornando-se um novo Deus, criando o mundo tudo de novo, argumentando que toda criação vem de um impulso de se entender, e tempo é apenas um lugar onde nós nos “movemos” para sermos capazes de perceber mudanças. É simplesmente como nossos receptores trabalham, como nossos olhos interpretam ondas de energia em cores. Essa é nossa maneira especifica de ver coisas.

Leia o resto deste post »

, , , , , , ,

9 Comentários

%d blogueiros gostam disto: