Arquivo para categoria Warrant

Morre Jani Lane do Warrant

R.I.P. Jani Lane

Assim como foi nos últimos anos, a medida que o tempo passa, os grandes nomes do rock vão caindo um a um, como foi com Dio, Steve Lee, The Rev e muitos outros, infelizmente. Desta vez foi a hora de Jani Lane de cantar “Heaven” pela última vez antes de ir descansar nele. O frontman ficou conhecido nos anos 80 por estar a frente da banda Warrant e gravar sucessos como “Cherry Pie” , “Down Boys”, “Heaven”, “Sometimes She Cries”, entre outros, e também fez parte do projeto “The Saints Of The Underground” junto com o baixista do Ratt recentemente. O músico que era conhecido também por suas polêmicas, foi casado 3 vezes e tinha 4 filhos. Uma das esposas de Jani é a modelo do clipe Cherry Pie (vídeo abaixo). Jani não usava drogas, porém tinha problemas com álcool, que segundo a sua irmã, ficaram mais fortes quando sua mãe faleceu há 7 anos. Era a mãe que o incentiva a ir a clínicas e buscar a recuperação. Jani tinha 47 anos quando foi achado morto em um hotel de Los Angeles na quinta-feira, dia 11/08/11.

Abaixo algumas citações de músicos do meio e vídeos.

Leia o resto deste post »

, , , , ,

1 comentário

(1989) Warrant – Dirty Rotten Filthy Stinking Rich

Por Joaora

Primeiro álbum de uma das bandas mais consagradas do Hard Rock americano. Graças a ele o Warrant conseguiu algumas turnês dignas ao lado de Queensryche, Paul Stanley e Mötley Crüe. 2x disco de platina foi aclamado por fãs de Hair Metal na época de seu lançamento e é considerado por muito o melhor trabalho da banda! Um som festivo e animado pode ser percebido aqui, rocks despretenciosos e clássicos também… Vale dizer que os 4 singles escolhidos pela gravadora chegaram e atingiram boas posições nas paradas americanas… Sem mais enrrolação, vamos falar sobre Rock’n Roll!!

Melhor Música: Big Talk

Pior Música: Ridin’ High

Todas as canções foram escritas por Jani Lane.

1 – 32 Pennies (3:08) 5/5

Abrimos o álbum com um de seus destaques. O Warrant diz “Alô” ao mundo com uma música de letra maliciosa e pouco inspirada, o próprio nome da canção já da amostras disso. Os riffs aqui, são curtos e cadenciados, ambos da guitarra e do baixo. Os backing vocals, presentes em um refrão simples, mas  marcante se tornam um destaque positivo… Ótima abertura!

Leia o resto deste post »

, , , ,

1 comentário

%d blogueiros gostam disto: