Posts Marcados 2011

(2011) Amaranthe – Amaranthe

Antes dessa banda, particularmente falando, a primeira coisa que eu pensava, quando via a palavra Amaranth (e variações), era apenas na música do Nightwish, com esse nome. Mas depois que eu conheci esses caras, as coisas realmente mudaram. E espero que aqueles que ouvirem ou já ouviram, mude também o pensamento, porque esse é um dos melhores álbuns do ano, se não da década ou quem sabe até, do estilo.

Rapidamente falando, os suécos do Amaranthe, tem um conceito voltado ao Death Metal Melódico e possui um diferencial que é ter três vocalistas:  Jake E (vocal masculino limpo), Andy Solvestrom (vocal masculino gutural) e Elize Ryd (vocal feminino limpo). Esta última, é uma velha conhecida dos fãs do Kamelot, principalmente os fãs que assistiram algum show da tour brasileira, repararam que a vocal que estava cantando não era a Simone Simmons e sim a até então desconhecida Elize Ryd. Para completar o time, temos o baterista Morten Lowe, o baixista Johan Andreassen e um conhecido dos fãs do Dragonland, o tecladista e guitarrista Olof Mörck. Leia o resto deste post »

, , , , , , ,

2 Comentários

(2011) Almah – Motion

Estava eu na santa Galeria do Rock e eis que eu tomei um susto quando vi que já estava sendo vendido a milhão a primeira prensagem e tive que ser guiado pelos meus instintos capitalistas e comprei esse álbum.

Sem mais delongas, Motion é o terceiro álbum dos caras do Almah e segundo álbum da banda depois de ser passada de apenas um projeto solo do vocalista do Angra, Edu Falaschi, para uma banda formada com músicos de altíssimo nível, incluindo um velho conhecido dos fãs do Angra, o baixista Felipe Andreoli.

Em resumo, Motion, está fugindo do metal melódico tradicional cheio de dragões, espadas e toda a parafernalha do cenário e impõe um estilo mais pesado, moderno e bem agressivo, algo bem diferente do que ouvímos nos álbuns anteriores da banda. Se a idéia do Almah é inovar e surpreender, parabéns meus caros, vocês conseguiram outra vez e com louvor. Leia o resto deste post »

, , , , , , ,

Deixe um comentário

(2011) Anthrax – Worship Music

Capa do álbum

Desde 2003 sem lançar nada, o Anthrax que contou com a volta do vocalista Joey Belladona que havia saído em 1992 e não gravava nada com a banda desde 1990, a banda que é considerada um dos big four junto com Metallica,Megadeth e Slayer traz em 2011 um dos melhores lançamentos dos últimos tempos. Pesado, melódico, moderno na medida certa e refrães marcantes, junto com solos de tirar o fôlego fazem em Worship Music até quem não é muito fã de Thrash Metal extremo (inclusive eu) ouvir o trabalho repetidas vezes e perder a cabeça. Com certeza entra no posto de um dos melhores do ano e já pode ser considerado até mesmo um dos melhores da banda.

 

Maiores destaques: The Devil You Know, Fight ‘Em ‘Til You Can’t, In The End

1.”Worship” (1:41) S/N

Uma calma introdução que dá início a pancadaria na próxima faixa…

2.”Earth on Hell”  (3:11) 5/5

Earth on Hell é uma música relativamente curta, e é porrada na orelha do início ao fim, no maior estilo Old School, o Anthrax dá uma aula de peso com modernidade, as baquetas que ficam ao encargo de Charlie Benante é o maior destaque da faixa de abertura, junto com a linha de baixo agressiva de Frank Bello. Pra bangear do início ao fim!

Leia o resto deste post »

, , , , ,

Deixe um comentário

(2011) Age of Joker – Edguy

 O Álbum mais esperado do ano por muitos … O melhor álbum do ano por tantos outros …

 A espera foi longa, desde 2008 sem lançar nada, os fãs enlouqueceram quando descobriram que o Edguy lançaria um material novo. Agora a pergunta a fazer é : Será que essa espera valeu a pena? … ” Divertido, Bem Humorado e por muitas vezes sério Age of Joker é um álbum natural que mostra o meio termo ( entre o Melodic Metal e o Hard Rock) que procuravamos” , palavras do próprio vocalista Tobbias Sammet.

 Tobbias Sammet … O que falar do cara? Em 2 anos conseguiu lançar 3 álbuns ( 2 pelo Avantasia e este) haja criatividade para compor tantas músicas. De sua boca também saiu essa afirmação: “Nossa música é arte, não é fast food para se devorar no metrô, em Age of Joker  procuramos por uma produção mais orgânica ( vide FODA) “. A produção do álbum realmente fez muitas pessoas tirarem o dinheiro do bolso, sendo absurdamente explorada em estúdios com estruturas magistrais.

Sem mais enrolação vamos tentar entender esse novo trabalho DIVERTIDO ( Segundo Tobbias) dos caras do Edguy.

Vale deixar bem claro aqui…. Age of Joker é magistral …. Algumas vezes decepcionante …. Mas a maioria das vezes magistral …. 🙂 

O Grande Destaque : Behind the Gates to Midnight World Leia o resto deste post »

, , , , , , ,

Deixe um comentário

(2011) Brymir – Breathe Fire to the Sun

Brymir é uma banda finlandesa de Folk/Power/Viking Metal, que imagino que ninguém conheça, já que se trata de uma banda muito nova, fundada em 2006 e agora em 2011 lançou o seu debut. Faz uns dois anos que eu ouvi as duas demos que ainda como demos me deixaram louco pelo som dos caras. Essas músicas foram totalmente reformuladas e ficaram absurdamente lindas nesse álbum. Juro que não ia resenhar esse álbum, mas  eu precisava compartilhar com alguém que curta metal de muita qualidade. Você que é fã de Viking/Folk Metal, encontrou sua banda! Leia o resto deste post »

, , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: