Posts Marcados 1986

(1986) Queen – A Kind of Magic

Para comemorar o dia de hoje, resolvi postar resenha desse grande álbum dedicado ao líder, voz, alma, gênio ou só Freddie Mercury, nosso aniversariante do dia. Infelizmente, não temos mais ele entre nós, mas sua música está viva e estará viva para sempre.

A Kind of Magic, é um dos álbuns mais memoráveis do Queen e me arrisco a dizer que é o álbum de grande destaque da banda na sua fase mais “pop”, nos anos 80. Além de premiado no mundo todo e líder de vendas em diversos países, foi regravado  (em uma versão bem mais sintetizada) e incluído algumas músicas como Hammer to Fall (do The Works), para ser trilha da trilogia de Highlander. Leia o resto deste post »

, , , , , , , , ,

1 comentário

(1986) Legião Urbana – Dois

Por Joaora -> \,,/

 Não minto a ninguém, nem a você que está lendo isso agora, sou um legionário assumido e daria minha mão esquerda para essa banda voltar à ativa, para renascer Renato Russo, mas como isso não é possível, ainda não inventaram uma forma de sacrifício corporal para trazer mortos à vida, nós, fãs desta que foi pra mim a melhor banda brasileira de todos os tempos, temos que ficar ouvindo os clássicos deixados pela banda e absorver cada momento presente em seus álbuns. Dois é para mim um marco, ainda sou adolescente, 18 anos nas costas, mas digo que este álbum vai estar comigo pelo resto da minha vida, foi um marco na minha infância, quando ouvia Eduardo e Mônica nas rádios e achava graça daquela letra tão banal, está sendo um marco na minha adolescencia, onde as letras românticas e as críticas sociais e politicas fazem algum sentido agora e será certamente um marco na minha vida adulta, pois os clássicos são clássicos e devem ser ouvidos a qualquer hora por todos os tipos de pessoas, independetemente de suas crenças e raças, a música é isso: Molda as Pessoas… Principalmente a música da Legião Urbana, que fez milhares de pessoas do Brasil a fora terem algo em comum: Amar do Fundo da Alma A Legião Urbana!

 Primeiramente algumas citações:

” Musicalmente falando, Dois foi o melhor álbum que eu já produzi”

Mayrton Bahia ( Produtor)

” Me Lembro de quando ouvi Índios pela primeira vez, fiquei emocionado, ouvi ela mais umas 20 vezes e a cada vez eu me perguntava: Como alguém consegue fazer uma música dessas?”

Dinho Ouro Preto ( Vocalista do Capital Inicial)

” Andrea Doria era pra ser a melhor música da Legião Urbana, mas faltou algo”

Marcelo Bonfá ( Ex- Baterista da Legião)

Descrição

  2 º Álbum da banda brasiliense, Dois vinha para suceder o primeiro e aclamado álbum da banda, onde a influência Punk e o som acelerado revigorava. A sonoridade muda bastante aqui, músicas mais cadenciadas e mais trabalhadas podem ser ouvidas, mostrando a nítida evolução da banda, depois de seu primeiro lançamento. Inicialmente Dois, era para ser um álbum duplo onde grande parte das músicas seriam acústicas, da época em que Renato Russo se auto entitulou o ” Trovador Solitário” e compôs diversas músicas em dueto com seu violão, toda via a ideia não vingou. Dois saiu em 1986 e virou um clássico do rock nacional, dito por muitos como o melhor trabalho da banda!

Simplesmente Essencial e Foda De Mais para ser Descrito em Meras Coisas que os Seres Humanos Chamam de PALAVRAS! 

 Melhor Música: Índios ou Fábrica ou Tempo Perdido ou Daniel na Cova dos Leões ou Andrea Doria ou Quase Sem Querer ou Acrilic on Convas…. Anote todas elas em um papel, recorte-o e jogue-os para cima… O papel que você pegar é a melhor música!

Pior Música: Plantas Embaixo do Aquário

 

Leia o resto deste post »

, , , , , , ,

6 Comentários

(1986) Titãs – Cabeça Dinossauro

Capa do álbum

Cabeça dinossauro é o terceiro álbum da banda brasileira Titãs, e o primeiro da banda a alcançar disco de ouro, em apenas 6 meses. Após dois discos que não conseguiram “capturar” muito bem a essência da banda, os músicos tentaram inovar com algo mais pesado dessa vez, e deu certo, com uma mistura de Punk Rock, Reggae e algo pop, “Cabeça Dinossauro” é um marco na história do rock n’ roll nacional e um clássico absoluto do titãs, com músicas para todos os gostos.
A capa foi baseada em um esboço do pintor italiano Leonardo Da Vinci, intitulado A expressão de um homem urrando. Em 1997 a revista Bizz elegeu Cabeça Dinossauro como sendo o melhor álbum de poprock nacional com 11, de suas 13 faixas sendo executadas em rádios.

Melhor Música: Polícia

Pior Música: A Face do Destruidor

1. “Cabeça Dinossauro” (Arnaldo Antunes, Branco Mello, Paulo Miklos) – 2:20 5/5
A Faixa de abertura e título do álbum mostra quão a banda era inovadora para a época, com pouco mais de 2 minutos de música, possuí apenas 3 versos, algo inusitado no brasil, tem um instrumental bacana e cativante, com guitarras pesadas e uma batida de bateria inspirada em tambores indígenas da tribo Xingu, mostrando também o lado cultural que a música brasileira pode ter. Com participação especial de Liminha na percussão.

Leia o resto deste post »

, , , , ,

7 Comentários

(1986) Survivor – When Seconds Count

Capa

Aqui está a resenha de outro grande álbum desta magnífica banda no blog. Já é o terceiro CD, isso apenas demonstra o quanto eu gosto do Survivor , banda esta que na minha humilde opinião não tem todo o estrelato que merecia, sendo conhecida somente pelo hit Eye of the Tiger.

A formação aqui é a melhor na minha opinião, permanecendo a mesma do ótimo Vital Signs. É o sexto álbum da banda e em relação aos outros tem uma apelação à mais para baladas. Ótimo trabalho que chegou a emplacar o single Is This Love na 9ª posição nas paradas americanas, o álbum é disco de ouro vendendo mais do que 500 mil cópias!

Melhor Música: In Good Faith


Pior Música: Backstreet Love Affair



1 – How Much Love – 3:58     4/5

O álbum começa bem com How Much Love. As batidas da bateria suaves de Marc Droublay ditam um ritmo lento à música. Os vocais suaves do incrível Jimi Jamison que tinha se apresentado ao mundo no trabalho anterior da banda, estão bem cantados. Como sendo uma característica da banda os teclados se intercalam bem entre as guitarras e o baixo, sendo bastante presentes e audíveis.

Leia o resto deste post »

, , , ,

Deixe um comentário

(1986) David Lee Roth – Eat’em And Smile

Capa do Álbum

Após a conturbada saída de David Lee Roth do Van Halen, o vocalista deu a volta por cima, e chamou um time de peso para gravar seu novo álbum, Steve Vai nas guitarras, Billy Sheehan (Mr. Big) no baixo, Gregg Bisonette (que já havia tocado com Ozzy Osbourne), além do produtor Ted Templeman, que produziu a maior parte dos álbuns do Van Halen. O álbum atingiu certo sucesso comercial, chegando a 4º lugar nas paradas americanas e foi muito aclamado pela crítica, Diamond Dave mostra em Eat’ em smile mais uma vez, o porque do Hard Rock ser tão divertido.

Melhor música: Yankee Rose



Pior música:
Elephant Gun ( O Vídeo é um cover, já que a versão original não está disponível no youtube)

1. “Yankee Rose” (David Lee Roth, Steve Vai) – 3:47 5/5
O álbum já abre com um dos clássicos da banda, Yankee Rose é provávelmente a música de maior sucesso da carreira solo de Lee Roth, a música tem tudo o que um bom hard rock precisa ter, versos agitados, refrão grudento, um ótimo solo de guitarra, e quando tocada, dar vontade de agitar. Destaque para o “diálogo” entre David Lee Roth e a guitarra de Steve Vai na introdução da música.

Leia o resto deste post »

, , , , , ,

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: