Posts Marcados 1984

(1984) SP Metal

Por DarkMephisto

 

No início dos anos 80, o Brasil vivia um período de mudanças políticas e possibilitou uma abertura maior para o exterior e, musicalmente falando, possibilitou uma facilidade no acesso a músicas, álbuns, artistas, entre outros. Nesse contexto, se formavam as primeiras bandas de Heavy Metal aqui no Brasil, que movidas por muita união e dificuldades, conseguiram atingir o sucesso e hoje são vistas como referências no cenário metálico aqui no país.

Em uma época de Hard Rock e Heavy Metal em alta, havia uma grande procura de álbuns e bandas de “Rock Pesado”, porém na Galeria do Rock (na época Grandes Galerias), não existiam tantas lojas especializadas em rock. Foi ai que Luiz Carlos Calanca da loja de discos Baratos Afins,  especializada em rock, por falta de ter uma quantia necessária para lançar todos as bandas que desejava na época,  foi o responsável pelas coletâneas SP Metal I e SP Metal II, que me arrisco em dizer que foi o grande ‘marco zero’ do Heavy Metal brasileiro.

Leia o resto deste post »

, , , , , , , ,

4 Comentários

(1984) Twisted Sister – Stay Hungry

Por Bella

Capa do álbum.

O Twisted Sister foi formado em Nova York em 1972 pelo guitarrista Jay Jay French. A banda ficou conhecida por seu visual exagerado, cheio de maquiagem e brilho, caracterísitco do glam e influenciado por David Bowie e New York Dolls. Com a entrada de Dee Snider (vocalista e compositor) em 76 vieram influências de Motörhead, Black Sabbath e Alice Cooper, o que tornou o som deles muito mais interessante e mesclou o glam com o heavy metal de vez. Além disso, Dee é um grande frontman e trouxe o brilho (no sentido figurado, porque brilho no sentido literal o Twisted sempre teve xD) que faltava para as apresentações ao vivo, o que começou a angariar fãs. O ápice dessa melhora aconteceu em 10 de Maio de 1984, quando foi lançado Stay Hungry, o terceiro álbum de estúdio da banda. Stay Hungry é mais comercial e tem um estilo mais desenvolvido que os anteriores, e foi o que chamou atenção da MTV. O próprio Jay Jay chegou a dizer: “Cada banda tem seu momento forte. Stay Hungry é para nós como o Dark Side of the Moon é para o Pink Floyd”. Quis postar sobre esse álbum porque sabemos que algumas vezes um álbum cheio de hits como esse não merece a fama que tem. Pois bem. Nesse caso, merece.

Melhor Música: I Wanna Rock

Pior Música: Don’t Let Me Down

*Todas as músicas compostas por Dee Snider, exceto Burn in Hell.

1 – Stay Hungry (3:05) 5/5

Com uma batida empolgante, riffs rápidos e vocal engrenado, a música homônima abre o álbum com o estilo festeiro do Twisted. Mesmo tendo uma melodia relativamente simples, o vocal é de se admirar, e parece que toda a música é direcionada pra exibir o potencial dele. Isso foi feito de maneira surpreendentemente profissional, de forma que percebemos a potência da voz de Dee, mas não deixamos de notá-la em harmonia com os outros instrumentos, não é algo feito para se sobrepor. O solo também tem uma pitada de exibicionismo, nada fora do normal para uma primeira música.

Leia o resto deste post »

, , , , , , ,

8 Comentários

(1984) W.A.S.P. – W.A.S.P. + Animal (Fuck Like A Beast) [Single] + Senta que lá vem história…

Em 1984, ocorre o estouro de mais uma das muitas bandas de hard rock da época, porém essa era diferente. O W.A.S.P. era a banda mais sanguinária, devassa e fora dos padrões que se podia imaginar na época, fato notado tanto em suas letras quanto em seus shows, onde o baixista/vocalista Blackie Lawless arremessava pedaços de carne crua ao púbico e encenava a execução de uma mulher semi-nua no palco, no melhor estilo Alice Cooper. O álbum de estréia do W.A.S.P. (inicialmente entitulado “Winged Assassins”), contava com a faixa “Animal (Fuck Like  A Beast)”, que foi retirada do LP devido ao seu conteúdo, e lançada no mesmo ano como um single por um selo independente. Em relançamentos posteriores, as faixas do single foram incluídas no álbum, portanto temos aqui a análise de um single e um álbum, porém avaliados em conjunto. Confuso? Prepare sua picanha mal passada, pegue sua garota de jeito e ligue o som. Tudo será esclarecido nas próximas linhas. \,,/

Melhor música: Show No Mercy

Pior música: The Flame

Animal (Fuck Like A Beast) [Single]

1 – Animal (Fuck Like A Beast) (3:07) 5/5

O W.A.S.P. vem ao mundo com um de seus clássicos seminais. O riff é certeiro, e o refrão, apesar de seguir a linha das bandas de hard rock da época, não apaga o brilho da faixa, com os vocais agressivos e rasgados de Blackie Lawless. Obviamente a faixa foi alvo de grupos conservadores nos EUA (particularmente o PMRC) devido à sua letra, que cita sexo explícito. No final do post, falarei mais sobre PMRC e as esposas dos senadores. No mais, “Animal…” é um hino do W.A.S.P., que infelizmente não é mais tocado nos shows, devido à recente conversão de Lawless ao protestantismo, o que pôs fim aos clássicos e polêmicos shows teatrais da banda.

Leia o resto deste post »

, , , , , , , , , , , , , , ,

8 Comentários

(1984) Scorpions – Love At First Sting

Capa do álbum

Aproveitando o embalo de que no final de semana a banda Scorpions estará pela última vez em São Paulo (Nos dias 18 e 19 de setembro, no credicard hall) em sua turnê de despedida “Get Your Sting and Blackout Tour”, apresento-lhes a resenha do álbum de maior sucesso da banda e que os consagraram como uma das maiores bandas de Hard Rock de todos os tempos. O álbum contém vários sucessos que marcaram época e quase metade dele está presente em todas as turnês desde o lançamento dele, incluindo a turnê atual. Teve uma repercussão tão grande que até trouxe os germânicos pela primeira vez em terras brasileiras, para tocarem no Rock In Rio de 85. Love at First Sting é mais do que recomendado para qualquer fã de rock, e de música de qualidade, então caros amigos coloque o disco para tocar, aumente seu som no máximo e aproveite, e para os que não puderem conferir o show da banda, apenas lamento, pois será inesquecível.

Melhor música: Rock You Like a Hurricane

Pior música:I’m Leaving You

Todas as letras escritas por Klaus Meine e arranjos compostos por Rudolf Schenker, exceto onde anotado.

1. “Bad Boys Running Wild” (Schenker, Meine, Herman Rarebell) – 3:54 5/5

Abrindo o álbum com força total,já na primeira faixa pode-se perceber um excelente riff onde todos dizem: “Isso é Scorpions!” e é nesse estilo que a banda continua durante a música inteira, excelente solo de guitarra, um refrão que gruda na sua cabeça e você fica cantando por dias, Bad Boys Running Wild é um clássico que sempre agita os shows da banda, a letra pode ser considerada uma metáfora usada com animais, para momentos insanos, de selvageria, fazendo o ouvinte querendo pular logo na primeira faixa, destaque total!

Leia o resto deste post »

, , , , , , , , ,

3 Comentários

(1984) Iron Maiden – Powerslave

CapaMarcado como um dos melhores álbuns da história do Heavy Metal e um dos que mais influenciam até os dias de hoje. Apresenta um Iron Maiden mais entrosado e mais maduro, com a formação dita por muitos como a “ideal” para a banda, que teve a tarefa difícil de lançar um álbum que sucedesse o clássico Piece of Mind.

Melhor Música: Aces High

Leia o resto deste post »

, , , ,

3 Comentários

%d blogueiros gostam disto: