Arquivo de 12 dezembro, 2010

(1984) SP Metal

Por DarkMephisto

 

No início dos anos 80, o Brasil vivia um período de mudanças políticas e possibilitou uma abertura maior para o exterior e, musicalmente falando, possibilitou uma facilidade no acesso a músicas, álbuns, artistas, entre outros. Nesse contexto, se formavam as primeiras bandas de Heavy Metal aqui no Brasil, que movidas por muita união e dificuldades, conseguiram atingir o sucesso e hoje são vistas como referências no cenário metálico aqui no país.

Em uma época de Hard Rock e Heavy Metal em alta, havia uma grande procura de álbuns e bandas de “Rock Pesado”, porém na Galeria do Rock (na época Grandes Galerias), não existiam tantas lojas especializadas em rock. Foi ai que Luiz Carlos Calanca da loja de discos Baratos Afins,  especializada em rock, por falta de ter uma quantia necessária para lançar todos as bandas que desejava na época,  foi o responsável pelas coletâneas SP Metal I e SP Metal II, que me arrisco em dizer que foi o grande ‘marco zero’ do Heavy Metal brasileiro.

Leia o resto deste post »

, , , , , , , ,

4 Comentários

(2007) Linkin Park – Minutes to Midnight

Por Bella, graças à insistência do Sr. Guibby

Minutes to Midnight é o terceiro álbum de estúdio do  Linkin Park. Foi lançado em 14 de Maio 2007, pela Warner Bros Records, e ocupou o primeiro lugar das paradas nos EUA e em 15 outros países, entre eles Reino Unido e Canadá.
É um marco na carreira da banda por trazer algumas mudanças significativas em relação ao trabalho que vinham desenvolvendo: é o primeiro álbum do Linkin a conter solos de guitarra, traz palavrões, algumas letras politicamente incorretas e usa pouca mixagem. Tudo isso parece muito anti Linkin Park, mas os caras queriam inovar mesmo. Mike chegou a dizer que eles observaram tudo que já tinham feito para fazer tudo diferente.
Chester Bennington (o vocalista, quase sempre) define este álbum como “a mix of punk, classic rock and hip-hop”. Independente de definições, é musica boa, e é isso que nós valorizamos no Roque Veloz.

Melhor Música: What I’ve Done

Pior Música: The Little Things Give You Away

1.Wake 1:43 (abertura instrumental)
Com um som de algo queimando, ou algo assim (só sei que não é uma gaita nem um violino =P), começa uma melodia trágica, que explode quase no final da faixa. Uma simples introdução, criada por todos os integrantes quando eles estavam finalizando o álbum. Resolveram batizar de Wake por representar acordar, mas também ressuscitar.

Leia o resto deste post »

, , , , ,

7 Comentários

%d blogueiros gostam disto: