Arquivo de 18 novembro, 2010

(1972) David Bowie – The Rise and Fall of Ziggy Stardust and the Spiders from Mars

Por Joaora

Vai fazer uns 30 minutos que eu estou na frente do PC, pensando em algo para escrever para a introdução deste álbum, mas ta díficil. É díficil expressar em palavras o que ele significa para a história do Rock’n Roll … É por muitas pessoas, inclusive eu, escolhido o melhor álbum da década de 70.

Sua parte conceitual beira a perfeição, uma história digna de ser descrita nas telas dos cinemas…Cada canção expressa musicalmente a parte da história de modo totalmente expressivo e emocionante. Se você não sabe o que é realmente ouvir um álbum inteiro onde prestar atenção à letra é tão importante quanto prestar atenção à guitarra ou à bateira, coloque Ziggy Stardust no toca CDs e aperte o Play…E prepare-se para viajar em uma história criada por um dos ícones mais consagrados da música: David Bowie.

História

Aqui é contada a história de Ziggy Stardust, um marciano que vem trazer uma mensagem de esperança para a Terra que será destruída daqui a 5 anos …Aqui no nosso planeta Ziggy monta uma banda de Rock, o Ziggy and Spiders From Mars… Virando um Rockstar, o marciano sucumbe às provações do Rock’n Roll e começa a se drogar… O final da história é triste, memorável e dramático!

Ouça cada música desse CD, tentando visualizar a história de Ziggy, um embromado de emoções surgirá em você, e no final da ouvida do álbum tu pensará: DAVID BOWIE É O CARA!

Shows

Em grande parte da década de 70 David Bowie tinha um visual Andrógeno, Glam e adotara o nome Ziggy Stardust para si nas apresentaçãoes ao vivo, não apenas adotara o nome, mas também agia como Ziggy, pensava como Ziggy, e como consequencia disso o cantor teve vários problemas psicologicos e de personalidade também… Sua banda seria teoricamente a Spiders from Mars… Assim você vê o quanto esse álbum mudou os pilares da apresentação da banda… Algo mais trabalhado aguardavam os fãs que iam ver o cantor na época… Maquiagens, Luzes e algo mais “teatral” foi incluido em uma das turnês que eu mais queria estar da década de 70:

Melhor Música: Starman

Pior Música: Não há!

1 – Five Years (4:43) 5/5

A Terra está condenada e em 5 anos acontecerá a destruição total.

A canção tem um começo lento e triste, a bateria sendo tocada de uma forma metódica. A melodia passa o sentimento de tristeza da população ao saber que a Terra será destruída; esse sentimento de tristeza e raiva chega ao ápice com o refrão, cantado aos gritos por Bowie, e os backing vocals…A linha de piano da faixa de abertura é muito bela e audível, vale ressaltar que a canção não tem guitarra, somente o violão tocado por Bowie! … A história de Ziggy e sua trupe estava começando, aproveite-a.

Leia o resto deste post »

, , , , ,

2 Comentários

Entrevista Exclusiva – MindFlow

Por Isabella Brendler

Durante os últimos 6 anos, o MindFlow vem vivendo uma carreira nas intermináveis estradas no Brasil e no exterior. Depois de produzirem e promoverem sozinhos os dois primeiros discos, “Just the two of us…Me and Them” (2004) e “Mind Over Body” (2006),  desenvolveram uma base fiel de fãs ao redor do mundo. O terceiro disco, “Destructive Device“, produzido por Ben Grosse (Megadeth, Slipknot, Disturbed etc.), alcançou um sucesso admirável, levando a banda à apresentações em festivais nos Estados Unidos, Europa e Sudeste Asiático. Através do “Street Team”, que possibilita contato direto com os fãs, de disponibilizações gratuitas de suas músicas e da forte participação nas redes sociais, o MindFlow pode ser chamado de uma banda mais do que moderna. Nesta entrevista exclusiva para o Roque Veloz, os caras contam o que esperar daqui pra frente.

LINE-UP:
Danilo Herbert (vocais), Rafael Pensado (bateria), Ricardo Winandy (baixo) e Rodrigo Hidalgo (guitarra).

CONTATO:
http://www.mindflow.com.br/
http://www.myspace.com/letyourmindflow

Roque Veloz: Ao criar o MindFlow, qual era a ideia principal? Essa ideia mudou muito conforme o tempo foi passando?
Rafael Pensado: A idéia inicial do MindFlow era de criar músicas próprias baseadas nas influências individuais e mesclando tudo o que gostamos de ouvir. Essa idéia não mudou, mas evoluiu.

Roque Veloz: Que bandas brasileiras atuais vocês admiram? O que vocês tem a dizer sobre o atual cenário musical do país?
Rafael Pensado: Existem algumas bandas de diferentes estilos que eu particularmente respeito muito, no cenário metal, gosto muito do Torture Squad, Threat, Korzus,Hangar assim como o MindFlow, são  ou foram por muito tempo bandas independentes e sempre levaram a sério seus trabalhos, de fora da cena metal, Paralamas do Sucesso, Skank são bandas que estão juntas há muitos anos e sempre foram extremamente profissionais e dedicados aos fãs.

Leia o resto deste post »

, , , ,

2 Comentários

%d blogueiros gostam disto: