(2005) Gotthard – Lipservice


Capa do Álbum

Em 2005 a banda suiça Gotthard lança seu 7º álbum de estúdio, chamado “Lipservice”, considerado um dos melhores álbuns do Hard Rock moderno,
tem um sentimento saudosista nas primeiras audições. É um ótimo álbum
e pra quem acha que falta originalidade por parte da banda, sobra
qualidade, e é um álbum muito melhor do que alguns lançados por bandas
famosas na década de 80.

Melhor Música: The Other Side Of Me

Pior Música: I’m Alive
(Vídeo não disponível no youtube)

1. “All We Are” (Applegate, Lee, Leon, Scherrer) 5/5
O álbum já abre com energia total, iniciando sua primeira faixa em um
riff de percussão totalmente cativante. Um refrão forte e empolgado
dita a levada da música que abre o álbum com perfeição, a letra passa
uma mensagem interessante, de que somos mais do que a imagem que
passamos, que as pessoas não são simplesmente uma imagem bonitinha,
“Tudo o que somos, é mais do que mostra o espelho, Tudo o que somos é
mais do que você vê.”, como diz no refrão da música, que o que importa
mais é a sua personalidade e não aparência.


2. “Dream On” (Applegate, Lee, Scherer) 5/5
Seguindo com força total, temos “Dream On”, que mostra um lado
bastante agressivo e melódico da banda, conta com um poderoso e
grudento refrão, destaque para os vocais de Steve Lee, que mostra todo
um potencial para ser considerado um dos melhores vocalistas atuais.

3. “Lift U Up” (Applegate, Lee, Leon) 5/5
Uma das músicas mais lembradas da banda “Lift U Up” tem uma levada
mais cadenciada e atual, tendo sua levada de bateria como principal
atrativo da música, foi um dos singles do álbum e apesar de curta,
consegue deixar sua marca, tem uma letra simples e fácil de ser
lembrada. Foi lançada também uma versão em espanhol da música, sob o
título de “Tu Passion” na tentativa de atrair mais fãs.

4. “Everything I Want” (Lee, Leoni) 5/5
Primeira balada do álbum, Everything I Want mostra o lado mais
melódico e comercial da banda, que é muito bem abordado em suas
baladas, os suiços provam que qualidade pode andar ao lado de
comercialidade, é o tipo de música que quando você menos espera, está
pensando na pessoa amada, destaque para o solo de guitarra, que
práticamente entra em sua alma.

5. “Cupid’s Arrow” (Lee, Leoni, Thomander) 4,5/5
Deixando o tom meloso de lado, um riff pesado abre a música e aqui
desde o primeiro verso não podemos deixar de destacar a técnica e a
qualidade do vocalista, Steve Lee, o cara realmente entra na música e
a interpreta, muito melhor do que vários vocais idolatrados por aí,
que só vivem de nome, e apesar de tudo isso, as guitarras de Leoni
conseguem se sobressair durante o solo.

6. “I Wonder” (Applegate, Leon, Leveen)
5/5
Ao estilo da anterior, uma pegada mais pesada é percebida nesta
música, que possuí um dos melhores refrões do álbum, e é onde o vocal
rasgado e melódico de Steve Lee melhor se apresenta, mostrando que é
uma das melhores vozes do hard rock atual, se não for a melhor.

7. “I’m Alive” (Applegate, Lee, Leoni, Scherer) 3,5/5
Uma faixa curta e com uma pegada ainda mais “Heavy” do que as
anteriores, com os versos cantados bem rápidos e o com o refrão
melódico e com coros, “I’m Alive” pode ser considerada apenas um
preenchimento de espaço no disco, já que é muito semelhante as músicas
anteriores, porém o excelente solo já vale a ouvida.

8. “I’ve Seen an Angel Cry” (Applegate, Lee, Leoni) 5/5
Uma  excelente balada, tem um início meio estranho mas logo mostra a
genialidade de todos os músicos da banda, provavelmente uma das
melhores músicas de toda a carreira do Gotthard. Mais do que
recomendada.

9. “Stay for the Night” (Lee, Leoni) 5/5
O Clima pesado e moderno volta nesta faixa, que já abre com um
excelente riff, novamente os vocais de Steve Lee se destacam o tema
lírico não é dos mais geniais, chega a ser clichê e comercial, mas
isto não tira o brilho da música que é uma das melhores do álbum e as
guitarras de Leo Leoni estão muito bem executadas nesta faixa, que
contém um ótimo solo.

10. “Anytime Anywhere” (Applegate, Lee, Leoni) 5/5
Lançado também como single do álbum, é uma das músicas de maior
destaque da banda, por fazer parte do catálogo de vídeos da gravadora
“Nuclear Blast” em seu canal no youtube. Também é lembrada por estar
na trilha sonora do filme “Sin City: A Cidade do Pecado”, tem um
refrão grudento e saudosista, como se fosse um hino do hard rock
lançado nos anos 80. Destaque novamente para o solo de guitarra aqui.

11. “Said and Done” (Lee, Scherer) 4/5
Uma bela faixa, mas que não chega a chamar muita atenção por conter
apenas “mais do mesmo” do resto do álbum, outra música que esta aqui
pra preencher espaço, e os suiços mostram que até quando falta
criatividade e inspiração eles não fazem músicas ruins.

12. “The Other Side of Me” (Applegate, Lee, Leoni) 5/5
Um riff “abafado” é executado uma vez e logo a banda toda entra e
mostra que eles conseguiram fazer uma excelente mistura de pop+hard
rock+heavy metal, e com um pouco de talento é possível fazer muita
coisa diferente, o destaque negativo fica por conta do qual foi
positivo durante o álbum inteiro, Steve Lee, seus vocais estão ótimos
e afinados como sempre, mas parece que faltou vontade ao cantar esta
faixa, e o destaque positivo fica por conta de Leo Leoni, que executa
o melhor solo do álbum, uma verdadeira obra de arte, feita pra
qualquer guitarrista e não guitarristas também, não botar defeito.

13. “Nothing Left at All” (Lee, Leoni, Scherer) 5/5
Uma excelente balada com clima de fim de álbum, qualquer semelhança
com “We Are One” do Kiss é apenas mera coincidência, tem um belo
refrão, um dos melhores da banda e Steve Lee mostra mais uma vez que
consegue fazer muito, quando quer, uma das melhores letras da banda.

14. “And then Goodbye” (Leoni) 5/5
Então é adeus…digna pra fechar o álbum, uma bela balada no violão
que mostra mais uma vez todo o talento de Lee, não há muito mais o que
comentar sobre a faixa.

15. “Can’t Stop” (Bonus Track) 5/5
E como faixa bônus temos “Can’t Stop” uma faixa alegre e com uma
pegada de fácil assimilação anima o espírito do ouvinte após duas
faixas melancólicas, poderia fácilmente ter sido incluída no meio do
álbum, já que tem um refrão extremamente agradável de se ouvir e
provávelmente é um dos melhores da banda.

Média do álbum: 10/10

, , , ,

  1. Morre Steve Lee do Gotthard « Roque Veloz /,,/

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: