(1984) Ratt – Out of the Cellar


Capa do Álbum

Eis aqui o primeiro álbum e também o que mais rendeu frutos a essa banda americana. Out of Cellar vendeu 3 milhões de cópias e rendeu  uma turnê para a banda que durou simplesmente 1 ano e 2 meses. Chegou a figurar no TOP 10 da Billboard. Muitos listas colocam o álbum como sendo um dos melhores do gênero de Hard Rock… O que eu acho de tudo isso?… Que um CD que faz tanto sucesso com a crítica e também com o público no minímo merece ser ouvido com atenção….Clássico absoluto do Hard.

Melhor Música: Round and Round

Pior Música: In Your Direction


1 – Wanted Man (Cristofanilli/Crosby/Pearcy) (3:37) 4,5/5

O álbum abre com seu segundo single. Guitarras potentes e uma linha de baixo simples, além de um refrão curto garantem uma boa abertura. O vocalista Stephen Percy se solta na primeira faixa e demonstra todo o poder de seu agudo. A faixa fez parte do filme “Uma Loucura de Mulher” e por isso pode ser muito conhecida aqui em ares brasileiros.

2 – You’re in Trouble (Crosby/ De Martini / Pearcy) (3:16) 5/5

A segunda faixa, talvez sintetize mais o que viria a ser esse álbum de estréia do Ratt. O ínicio desta é sensacional, as guitarras sendo tocadas somente no refrão, após 1/4 da música. O baixo de Juan Croucier muito audível e com uma linha interessante fez desta uma das melhores introduções do álbum. O refrão aqui é típico das bandas de Hard Rock, grudento e repetido diversas vezes, um dos melhores do álbum. O guitarrista DeMartini não pode deixar de ser mencionado também, aqui ele está em uma de suas melhores apresentações, fazendo um solo de guitarra muito digno e empolgante!

3 – Round and Round (Crosby/ De Martini/ Pearcy) (4:22) 5/5

O grande sucesso do álbum. Round and Round até hoje quando se fazem listas das melhores músicas de Hard Rock, figura nas primeiras posições. O que ela tem de tão especial?…Tudo o que um hino do Hard Rock precisa ter: um refrão que adentra tua cabeça e te faz cantar junto, um riff de guitarra sujo, um solo pra te deixar em êxtase e te fazer tocar guitarra imaginária no ar, uma letra suja e uma linha de baixo que segue uma bateria feroz. Um Rock Anthem de primeira….Clássicasso da banda!

4 – In Your Direction (Pearcy) (3:30) 4/5

A harmonia entre os dois guitarristas da banda aqui pode ser percebida ao máximo. Os quase 1 minuto de introdução são um show a parte de ambos, tanto no solo quanto na base. A guitarra de DeMartini cheia de efeitos, os “Auaus” muitas vezes utilizados. A música em si não empolga quanto a anterior, e o refrão peca um pouco, enjoando após um certo tempo e fazendo-a se tornar cansativa.

5 – She Wants Money (Croucier) (3:04) 4/5

A energia, além da velocidade dos riffs de guitarra e das batidas da bateria tomam conta da 5ª faixa. She Wants Money é totalmente farofa, uma letra machista. Tem um bom refrão, mas que não empolga muito. É uma boa música, sem algo muito especial e extraordinário.

6 – Lack of Communication (Croucier/ Percy) (3:52) 5/5

Uma base simples de guitarras duplas da ínicio a outro destaque do álbum. Os backing vocals aqui são utilizados de maneira inteligente no meio da música que não possui um refrão ao certo, e isso é o grande destaque da 6ª faixa. Percy aqui está cantando bem, alcançando notas altas e potentes, a bateria acelerada, utilizando bastante o prato.  Foi o terceiro single do álbum, toda via não alcançou os prestígios atingidos pelos singles anteriores: “Wanted Man” e “Round and Round”.

7 – Back For More (Crosby/ Percy) (3:42) 5/5

Eis aqui outro destaque. Back For More é a segunda melhor música do álbum na minha humilde opinião. As guitarras aqui são selvagens em sua abertura e ate o violão é utilizado. O refrão certamente é o ápice da canção o riff de guitarra se torna pesado e direto, os backing vocals cantando junto com Percy de uma maneira feroz. O solo de DeMartini supera expectativas nesse outro clássico da banda, te deixando em êxtase!

8 – The Morning After (Crosby/ De Martini/ Percy) (3:30) 5/5

A música que se segue logo após as 2 ótimas anteriores consegue emplacar a qualidade de suas antecessoras. The Morning After é direta, sem muitos “frufrus” particulares do Hair Metal, não é mela cueca e os backing vocals não são daqueles que ficam gemendo enquanto o cantor principal canta. O refrão é memorável e se torna um dos principais do álbum. Talvez seja aqui que a bateria de Bobby Blotzer mais esteja quebrando tudo, selvagem. Uma ótima faixa que junto com as 2 anteriores forma um dos melhores momentos do álbum!

9 – I’m Insane (Crosby) (2:54) 4/5

Um refrão muitas vezes cantadoe um riff de guitarra acelerado marcam I’m Insane. É uma das mais descompromissadas do álbum, não se tornando memorável por algo em particular. Mas vale dizer que o refrão, como a maioria das músicas do álbum é bom, energético e contagiante!

10 – Scene of Crime (Crosby, Croucier) (4:54) 5/5

Última música do álbum, Scene of Crime começa de forma brilhante com um mini solo de DeMartini, uma base muito bem executada por Crosby, ambos beirando a perfeição. O álbum pode ser dito aqui foi encerrado por uma ótima música, que não exige muito da voz de Percy, os backing vocals bastante presentes. A música termina como começou, de forma brilhante, com o mini-solo de DeMartini e Crosby segurando a base… Momento muito memorável deste magnífico álbum, que apresentou a banda Ratt ao mundo.

Média do Álbum: 9,5/10











, , , ,

  1. 100 Grocery Coupons-(85% Food)–exp. 9/5/10 & Later | On The Cheap Side

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: