(1986) David Lee Roth – Eat’em And Smile


Capa do Álbum

Após a conturbada saída de David Lee Roth do Van Halen, o vocalista deu a volta por cima, e chamou um time de peso para gravar seu novo álbum, Steve Vai nas guitarras, Billy Sheehan (Mr. Big) no baixo, Gregg Bisonette (que já havia tocado com Ozzy Osbourne), além do produtor Ted Templeman, que produziu a maior parte dos álbuns do Van Halen. O álbum atingiu certo sucesso comercial, chegando a 4º lugar nas paradas americanas e foi muito aclamado pela crítica, Diamond Dave mostra em Eat’ em smile mais uma vez, o porque do Hard Rock ser tão divertido.

Melhor música: Yankee Rose



Pior música:
Elephant Gun ( O Vídeo é um cover, já que a versão original não está disponível no youtube)

1. “Yankee Rose” (David Lee Roth, Steve Vai) – 3:47 5/5
O álbum já abre com um dos clássicos da banda, Yankee Rose é provávelmente a música de maior sucesso da carreira solo de Lee Roth, a música tem tudo o que um bom hard rock precisa ter, versos agitados, refrão grudento, um ótimo solo de guitarra, e quando tocada, dar vontade de agitar. Destaque para o “diálogo” entre David Lee Roth e a guitarra de Steve Vai na introdução da música.


2. “Shy Boy” (Billy Sheehan, arr. Roth) – 3:23 3,5/5
Com uma pesada introdução e um virtuoso solo logo de cara, Shy Boy chega muito perto de ser um Heavy Metal, é tocada até hoje por Billy Sheehan em shows do Mr. Big e solos, o refrão extremamente repetitivo chega a enjoar um pouco, mas os solos virtuosos de Steve Vai compensam a ouvida da música.

3. “I’m Easy” (Field, Price) – 2:11 4/5
A levada “Old School” e os vocais inconfundíveis de Lee Roth dão o toque mais do que essencial para deixar este cover mais do que perfeito, o vocalista que tem a carreira marcada por regravações neste estilo (como a clássica I’m Just A Gigolo) acerta em cheio mais uma vez nesta faixa.

4. “Ladies’ Nite In Buffalo?” (Roth, Vai) – 4:08 4/5
Outra faixa em que a banda se sobrassai, e com um vocalista desses é muito díficil disso acontecer, tanto a linha de baixo, como os solos de guitarra são executados com extrema perfeição, o estilo leve da música com um toque rock n roll é uma das marcas da carreira solo do cantor, que é impecável.

5. “Goin’ Crazy!” (Roth, Vai) – 3:11 4/5
A primeira música em que se assemelha ao que Lee Roth fazia no Van Halen, um roque calmo com um teclado ao fundo, refrão de fácil assimilação e coros ajudando, poderia muito bem ter sido tirada do álbum “1984”, destaque para os vocais executados perfeitamente por David.

6. “Tobacco Road” (John D. Loudermilk) – 2:27 4/5
Uma faixa curta e virtuosa em que Steve Vai mostra do que é capaz logo no riff de abertura da música, a guitarra manda nessa música, fãs de Steve Vai e de músicas virtuosas podem se deliciar com esta faixa.

7. “Elephant Gun” (Roth, Vai) – 2:23 3/5
Outra faixa curta e pesada em que a banda mostra novamente o porque de ter sido escolhida, o instrumental aqui é ótimo, mas a música perde pontos por ser cantada muito rápida, chegando a soar como um rap, David pisa na bola, embora tem alguns ótimos momentos.

8. “Big Trouble” (Roth, Vai) – 3:56 5/5
Um pouco mais de “Groovy” e “Funk” ditam o ritmo desta faixa, que têm muitas semelhanças com “Ladies Nite In Buffalo”, vocais calmos e quase falados de Lee Roth fazem esta música se destacar perante as outras, principalmente pelo seu belo e melódico refrão. Steve Vai também marca a presença em um dos melhores solos do álbum.

9. “Bump And Grind” (Roth, Vai) – 2:32 4/5
Faixa curta, leve e divertida, segue os padrões do restante do álbum, exibições virtuosas de Sheehan e Vai, vocais competentes de Roth e uma letra um tanto quanto clichê, o destaque aqui fica por conta dos solos de Vai, mais uma vez.

10. “That’s Life” (Dean Kay, Kelly Gordon) – 2:29 5/5
Escrita por Dean Kay e Kelly Gordon para Frank Sinatra cantar no álbum de mesmo nome da música em 1966, David Lee Roth e sua banda conseguiram deixar a música com uma cara moderna, a competência de todos os músicos é provada mais uma vez, com destaque para os vocais de Lee Roth, que prova que é capaz de cantar qualquer coisa.

Média do álbum:    9/10

, , , , , ,

  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: