(1987) Aerosmith – Permanent Vacation


Capa do álbum

O Aerosmith teve alguns fracassos em vendas na década de 80, até o
lançamento de Permanent Vacation em 1987, que incluía vários hits da
banda e chegou a ser disco de platina nos EUA. O Disco também marca um
período sóbrio da banda que após anos de abuso em drogas, conseguiu se
manter em um status elevado e lançando bons discos com reconhecimento
da mídia por algum tempo.

Melhor música: Angel

Pior música: The Movie

1. “Heart’s Done Time” (Joe Perry, Desmond Child) – 4:42 3/5
Após um minuto de introdução a banda finalmente entra e apresenta um
estilo pesado e agressivo, que não ditaria o ritmo do resto do álbum,
tem um belo trabalho de guitarras, mas a letra é extremamente
repetitiva e não chega a ser uma das melhores da banda, soando de um
jeito enjoado, principalmente no refrão.

2. “Magic Touch” (Steven Tyler, Perry, Jim Vallance) – 4:40 5/5
Com um começo muito parecido com os álbuns do Kiss no fim da década de
80, a música tem uma levada leve e divertida, com uma letra
descompromissada que fala sobre sexo casual, destaque para o ótimo
refrão e o solo de Joe Perry.

3. “Rag Doll” (Tyler, Perry, Vallance, Holly Knight) – 4:21 5/5
O início na percussão marca mais um hino da banda, também lançada como
single e chegou a fazer um grande sucesso nas paradas, a música é
muito bem trabalhada e tem um ritmo dançante, principalmente em seu
refrão, que é muito bom por sinal e gruda na cabeça.

4. “Simoriah” (Tyler, Perry, Vallance) – 3:21 5/5
Aqui a banda mescla peso e suavidade, alternando nos momentos
precisos, a música mostra que a banda iria pesar cada vez mais para o
lado comercial, destaque para os vocais afinados de Steven Tyler.

5. “Dude (Looks Like a Lady)” (Tyler, Perry, Child) – 4:23 5/5
A música foi escolhida como primeiro single do álbum,é um dos hinos da
banda e fez um enorme sucesso, atingindo a 14°colocação nas paradas. A
música inicialmente tinha o título de “Cruisin For A Lady” e contava a
história de um cara com feições femininas que era rejeitado por uma
mulher. Após conhecer os integrantes do Mötley Crüe, e seu jeito
andrógeno de ser (principalmente do vocalista Vince Neil), Steven
Tyler decidiu mudar o nome da música pra Dude(Looks Like A Lady).

6. “St. John” (Tyler) – 4:12 3/5
O álbum ganha um certo peso nesta faixa e com uma pegada bem blues,
Steven Tyler canta sobre John e as coisas que ele fazia, pode soar um
pouco repetitiva, mas com um certo toque de paciência dá pra apreciar
o belo trabalho nas guitarras de Joe Perry.

7. “Hangman Jury” (Tyler, Perry, Vallance) – 5:33 3/5
A música começa com uma cara de improviso da banda, com um riff de
violão preguiçoso e a gaita de Steven Tyler quase sempre presente em
baladas do Aerosmith, a faixa poderia ser dispensável, mas se
considerarmos os lançamentos anteriores ao álbum, podemos ver que a
banda evoluiu bastante e consegue fazer boas músicas, quando está
sóbria.

8. “Girl Keeps Coming Apart” (Tyler, Perry) – 4:12 2/5
A música começa com uma levada interessante na bateria, mas a banda
escorrega por tentar novamente um estilo de blues aqui, com vocais
forçados e riffs extremamente repetitivos, além de possuir trompetes e
gaitas desnecessárias para a música, porém tem um dos melhores solos
de Perry, vale a ouvida pra conferir.

9. “Angel” (Tyler, Child) – 5:10 5/5
Hit máximo do álbum, foi escolhida como um dos singles e fez enorme
sucesso de público e critica, chegou a atingir a 3º posição nas
paradas, a banda toda merece destaque aqui, desde os poderosos acordes
de Joe Perry, as viradas precisas de Joey Krammer e o vocal beirando a
perfeição de Steven Tyler, não há muito o que falar da música, só que
é uma das mais belas baladas do hard rock.

10. “Permanent Vacation” (Tyler, Brad Whitford) – 4:52 4/5
A Faixa título do álbum tem um estilo parecido as músicas do início da
banda, mas logo o toque de modernidade é apresentado ao ouvinte e
mostra que a banda se tornaria cada vez mais comercial, o xilofone
tocado ao fundo do refrão tira um pouco o peso da música, mas não
deixa de ser uma bela obra, e mais uma vez destaque para as guitarras,
Joey Perry estava em seus melhores dias quando a música foi gravada.

11. “I’m Down” (John Lennon, Paul McCartney) – 2:20 5/5
Cover dos Beatles com o estilo da banda, chego a ter a ousadia de que
esta versão pode ser considerada melhor que a original, mesmo caso de
outro cover dos Beatles feito pelo aerosmith, “Come Together”. Não há
muito o que comentar sobre a faixa, a não ser que deve ser ouvida no
talo, dando os famosos passinhos 2 pra direita, 2 pra esquerda e
curtir a nostalgia dançando a la Elvis.

12. “The Movie” [instrumental] (Tyler, Perry, Whitford, Tom Hamilton,
Joey Kramer) – 4:00
2/5
Um riff de baixo inicia o instrumental de encerramento do álbum, que
poderia ter sido totalmente descartado e o álbum acabaria por cima com
o cover dos Beatles, não deixa de ser uma ótima música, com ótimos
solos de guitarra, mas não acrescenta nada ao álbum e a impressão que
passa ao ouvinte é que a criatividade da banda estava acabando, pra
encerrar um álbum com um cover seguido de uma música instrumental.

Média do álbum: 7/10

1. “Heart’s Done Time” (Joe Perry, Desmond Child) – 4:42 3/5
Após um minuto de introdução a banda finalmente entra e apresenta um

estilo pesado e agressivo, que não ditaria o ritmo do resto do álbum,

tem um belo trabalho de guitarras, mas a letra é extremamente

repetitiva e não chega a ser uma das melhores da banda, soando de um

jeito enjoado, principalmente no refrão.

2. “Magic Touch” (Steven Tyler, Perry, Jim Vallance) – 4:40 5/5
Com um começo muito parecido com os álbuns do Kiss no fim da década de

80, a música tem uma levada leve e divertida, com uma letra

descompromissada que fala sobre sexo casual, destaque para o ótimo

refrão e o solo de Joe Perry.

3. “Rag Doll” (Tyler, Perry, Vallance, Holly Knight) – 4:21 5/5
O início na percussão marca mais um hino da banda, também lançada como

single e chegou a fazer um grande sucesso nas paradas, a música é

muito bem trabalhada e tem um ritmo dançante, principalmente em seu

refrão, que é muito bom por sinal e gruda na cabeça.

4. “Simoriah” (Tyler, Perry, Vallance) – 3:21 5/5
Aqui a banda mescla peso e suavidade, alternando nos momentos

precisos, a música mostra que a banda iria pesar cada vez mais para o

lado comercial, destaque para os vocais afinados de Steven Tyler.

5. “Dude (Looks Like a Lady)” (Tyler, Perry, Child) – 4:23 5/5
A música foi escolhida como primeiro single do álbum,é um dos hinos da

banda e fez um enorme sucesso, atingindo a 14°colocação nas paradas. A

música inicialmente tinha o título de “Cruisin For A Lady” e contava a

história de um cara com feições femininas que era rejeitado por uma

mulher. Após conhecer os integrantes do Mötley Crüe, e seu jeito

andrógeno de ser (principalmente do vocalista Vince Neil), Steven

Tyler decidiu mudar o nome da música pra Dude(Looks Like A Lady).

6. “St. John” (Tyler) – 4:12 3/5
O álbum ganha um certo peso nesta faixa e com uma pegada bem blues,

Steven Tyler canta sobre John e as coisas que ele fazia, pode soar um

pouco repetitiva, mas com um certo toque de paciência dá pra apreciar

o belo trabalho nas guitarras de Joe Perry.

7. “Hangman Jury” (Tyler, Perry, Vallance) – 5:33 3/5
A música começa com uma cara de improviso da banda, com um riff de

violão preguiçoso e a gaita de Steven Tyler quase sempre presente em

baladas do Aerosmith, a faixa poderia ser dispensável, mas se

considerarmos os lançamentos anteriores ao álbum, podemos ver que a

banda evoluiu bastante e consegue fazer boas músicas, quando está

sóbria.

8. “Girl Keeps Coming Apart” (Tyler, Perry) – 4:12 2/5
A música começa com uma levada interessante na bateria, mas a banda

escorrega por tentar novamente um estilo de blues aqui, com vocais

forçados e riffs extremamente repetitivos, além de possuir trompetes e

gaitas desnecessárias para a música, porém tem um dos melhores solos

de Perry, vale a ouvida pra conferir.

9. “Angel” (Tyler, Child) – 5:10 5/5
Hit máximo do álbum, foi escolhida como um dos singles e fez enorme

sucesso de público e critica, chegou a atingir a 3º posição nas

paradas, a banda toda merece destaque aqui, desde os poderosos acordes

de Joe Perry, as viradas precisas de Joey Krammer e o vocal beirando a

perfeição de Steven Tyler, não há muito o que falar da música, só que

é uma das mais belas baladas do hard rock.

10. “Permanent Vacation” (Tyler, Brad Whitford) – 4:52 4/5
A Faixa título do álbum tem um estilo parecido as músicas do início da

banda, mas logo o toque de modernidade é apresentado ao ouvinte e

mostra que a banda se tornaria cada vez mais comercial, o xilofone

tocado ao fundo do refrão tira um pouco o peso da música, mas não

deixa de ser uma bela obra, e mais uma vez destaque para as guitarras,

Joey Perry estava em seus melhores dias quando a música foi gravada.

11. “I’m Down” (John Lennon, Paul McCartney) – 2:20 5/5
Cover dos Beatles com o estilo da banda, chego a ter a ousadia de que

esta versão pode ser considerada melhor que a original, mesmo caso de

outro cover dos Beatles feito pelo aerosmith, “Come Together”. Não há

muito o que comentar sobre a faixa, a não ser que deve ser ouvida no

talo, dando os famosos passinhos 2 pra direita, 2 pra esquerda e

curtir a nostalgia dançando a la Elvis.

12. “The Movie” [instrumental] (Tyler, Perry, Whitford, Tom Hamilton,

Joey Kramer) – 4:00 2/5
Um riff de baixo inicia o instrumental de encerramento do álbum, que

poderia ter sido totalmente descartado e o álbum acabaria por cima com

o cover dos Beatles, não deixa de ser uma ótima música, com ótimos

solos de guitarra, mas não acrescenta nada ao álbum e a impressão que

passa ao ouvinte é que a criatividade da banda estava acabando, pra

encerrar um álbum com um cover seguido de uma música instrumental.

Média do álbum: 7/10

, , , ,

  1. #1 por syrinami em 03/08/2010 - 4:01

    I would like to exchange links with your site roqueveloz.wordpress.com
    Is this possible?

  2. #2 por vitor em 07/11/2010 - 21:26

    Hangman Jury e St. John são ótimos blues. Se você não gosta tudo bem, mas aerosmith tem suas origens no blues, como todos sabem, e isso me parec uma volta às raizes.Hangman Jury merece 5 com certeza

  3. #3 por giovanna gomes em 23/03/2011 - 17:37

    sim kde o refrao da musica?

  1. Tweets that mention (1987) Aerosmith – Permanent Vacation « Roque Veloz /,,/ -- Topsy.com
  2. (1989) Aerosmith – Pump « Roque Veloz /,,/

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: