(1990) Judas Priest – Painkiller


Após a saída do baterista Dave Holland, é recrutado Scott Travis, um baterista mais técnico e agressivo que revigora o som do Priest, deixando-o mais perto do extremo. É isso que temos em Painkiller. Um Judas Priest mais rápido do que o normal e extremamente agressivo, começando pela capa do álbum. Este álbum é contra-indicado pra quem não curte um bom peso e velocidade, com risco de náuseas, vômitos e uma semana de caganeira.😉 (Brincadeira)

Melhor música: Night Crawler

Pior música: Between The Hammer & The Anvil

1 – Painkiller (Halford/Downing/Tipton) (6:06) 5/5

Sem tempo pra respirar, o álbum começa com Scott Travis espancando a bateria na introdução da faixa-título, um dos mais clássicos hinos do heavy metal. O vocal ao mesmo tempo melódico e agressivo de Rob Halford aliado a precisão da dupla K.K. Downing e Glenn Tipton nas guitarras impressiona, e abre o álbum em grande estilo. Pancadaria total.

2 – Hell Patrol (Halford/Downing/Tipton) (3:37) 5/5

Poucas canções têm esse ar de “metal anthem” presente nessa pérola do Priest. Simples e direta, aqui os vocais de Halford variam bastante, dando uma ótima interpretação a esta letra também fantástica. Vale a ouvida.

3 – All Guns Blazing (Halford/Downing/Tipton) (3:58) 3/5

O álbum volta com mais velocidade depois da cadenciada ‘Hell Patrol’, mas cai um pouco o nível também. A terceira faixa é uma boa música, mas nada se destaca muito, nem mesmo Halford. Um bom solo e mudanças de tempo bem interessantes.

4 – Leather Rebel (Halford/Downing/Tipton) (3:35) 4/5

Talvez a mais “power” do álbum. O riff inicial é rápido e cortante, e o refrão também é muito bom. Destaque para o espancamento sonoro promovido por Travis e seu bumbo duplo, que dá um “gás” a mais na música.

5 – Metal Meltdown (Halford/Downing/Tipton) (4:48) 3/5

Começa com um solo seguido pelo ótimo riff principal. É impressionante como os riffs do Priest, diminuindo-se o tempo da música, tornam-se sombrios, dignos de um Tony Iommi. ‘Metal Meltdown’ fica enjoativa com o tempo, devido a repetição excessiva do título.

6 – Night Crawler (Halford/Downing/Tipton) (5:45) 5/5

Temos aqui uma obra prima. As primeiras notas surgem na guitarra, e entra o riff principal. O destaque aqui é a interpretação de Rob Halford, principalmente na parte falada da letra. De fato uma das maiores atuações do “Metal God”.

7 – Between The Hammer & The Anvil (Halford/Downing/Tipton) (4:49) 2/5

Essa é a música que mais segue o estilo clássico da banda. Não funciona muito bem nesse álbum mais rápido e pesado, mas ainda é uma música interessante.

8 – A Touch Of Evil (Halford/Downing/Tipton/Tsangarides) (5:45) 5/5

A oitava faixa de Painkiller é uma semi-balada, com participação importantíssima dos teclados de Don Airey (Black Sabbath, Ozzy Osbourne, Deep Purple e muitos outros). Um dos melhores solos do disco e mais uma vez uma interpretação magistral de Halford em sua melhor fase como vocalista.

9 – Battle Hymn (Halford/Downing/Tipton) (0:58)

Apenas uma introdução para…

10 – One Shot At The Glory (Halford/Downing/Tipton) (6:49) 4/5

Fecha o álbum de forma magnífica. Aqui a banda soa totalmente precisa, desde o bumbo duplo implacável de Travis aos vocais impecáveis de Halford. Nem tão lenta, nem tão rápida, na medida certa pra fechar com chave de ouro o álbum mais famoso do Priest.

Média do álbum: 8/10

Crome Masters
Steel Warriors
Soul Stealers
Ripping out hearts
They’re Devil Dogs
The Hell Patrol

, , , , , ,

  1. #1 por Igor Maxwel em 24/04/2012 - 12:43

    Quero o disco “Defenders of the Faith” do Judas Priest, lançado em 1984.

  1. (1982) Judas Priest – Screaming For Vengeance « Roque Veloz /,,/

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: