Arquivo de 1 julho, 2010

(1989) Pretty Boy Floyd – Leather Boyz With Electric Toyz

Capa do álbum

Leather Boyz With Electric Toyz é o álbum de estréia da banda norte-americana Pretty Boy Floyd, lançado no auge do Hair Metal, o álbum conta com as grandes características comercias do gênero, músicas festeiras com letras divertidas e descompromissadas, somadas a algumas baladas o disco tem a fórmula certa de sucesso da época, o álbum chegou a figurar entre os mais vendidos dos EUA, mas a banda sumiu após algum tempo, mesmo tendo lançado bons álbuns, uma pena.

Melhor Música: 48 Hours

Pior Música: The Last Kiss

1. Leather Boyz with Electric Toyz 5/5
Com sons sombrios a introdução vai se desenrolando até o resto da banda entrar e mandar ver o que vai ser o álbum inteiro, letras empolgantes e divertidas, coro bonitinho no refrão grudento, belo solo de guitarra e tudo mais que manda o figurino do Hair Metal, a faixa título do álbum mostra que a banda poderia ter ficado na cena por bastante tempo, não fosse o excesso de repetição da banda e a dominação do grunge pela Mídia.

Leia o resto deste post »

, , , ,

1 comentário

(1988) Ozzy Osbourne – No Rest For The Wicked

Capa

No Rest For The Wicked marca o fim de um ciclo na carreira de Ozzy Osbourne, terminando a fase 80’s, mais extravagante e menos sombria do que o som que o “madman” viria a fazer à partir dos anos 90, quando adotou o clássico visual de roupas pretas e óculos redondos. O álbum também marca a entrada do novo guitarrista Zakk Wylde substituindo Jake E. Lee, o que deu uma reformulada no som da banda, tornando-se mais agressiva e pesada do que nos tempos de Bark At The Moon e The Ultimate Sin.

Melhor música: Tattooed Dancer

Pior música: Breaking All The Rules

1 – Miracle Man (Osbourne/Wylde/Daisley) (3:43) 5/5

A primeira faixa é também o primeiro e único single do álbum, com um riff clássico e um bom solo executado por um Zakk Wylde ainda jovem e com suas raízes country ainda bem evidentes. Ozzy apresenta uma voz já mais madura e experiente comparado ao início da carreira solo e aos tempos de Sabbath. Ótima faixa.

Leia o resto deste post »

, , , , ,

2 Comentários

(2007) Ari Koivunen – Fuel For The Fire

Não muito conhecido aqui no país, Ari Koivunen foi o vencedor da versão finlandesa do American Idol (Aqui no Brasil, é o programa Ídolos), e nesse álbum de estréia Ari contou com grandes ícones do Heavy Metal finlandês, como Timo Tolkki (ex-Stratovarius), Tony Kakko (Sonata Arctica), Jarkko Ahola (Teräsbetoni), entre outros, para a criação e composição de todas as músicas.

Melhor música: Hear My Call

Pior música: Stay True

1 – God of War – (4:00) 5/5

Com um início contagiante e um riff não muito técnico, porém, bem trabalhado, começa essa que entra entre as melhores músicas desse álbum. Com um refrão bem criado e bem arranjado, ganha um bom destaque nessa música, apesar de ter um backvocal um pouco mais trabalhado, mas nada que interfira na qualidade da música. Não precisou de um solo para enriquecer essa faixa, porque além de não ser muito longa, é simples e direta.

Leia o resto deste post »

, , , ,

2 Comentários

%d blogueiros gostam disto: