(1983) Ratt – Ratt (EP)


Capa do álbum

Primeiro lançamento oficial, o ep que carrega o mesmo nome da banda surgiu na cena em agosto de 83 e mostraria o que o ratt viria a ser, uma grande banda com belos refrões, músicas bem trabalhadas, guitarras e vocais inconfundíveis além de ter as características “necessárias” das bandas de glam metal dos anos 80.

Melhor música: Sweet Cheater

Pior música: U Got It

1. “Sweet Cheater” (Pearcy/Crosby) – 2:41 5/5
O EP Abre com força total e mostra o que o Ratt viria a ser: uma das maiores bandas do hard rock com belos refrões e músicas agressivas, a introdução na percussão e o simples riff de guitarra que abrem a música fazem disso bem claro. Contém uma letra simples porém viciante e quando você menos espera está cantando o refrão junto com Stephen Pearcy, que tem uma voz única e inconfundível.

2. “You Think You’re Tough” (Pearcy/Crosby) – 3:40 4/5
A gravação desta música não é das melhores, porém dá pra se ter uma noção do que a banda iria fazer nos próximos anos por essa música. Os já citados refrões grudentos com passagens melódicas muito bem construídas durante a música e belos solos.

3. “U Got It” (Pearcy/Crosby) – 3:01 3/5
Faixa mais pesada do EP, aqui não é possível notar logo de início o padrão de Stephen Pearcy cantar, pois nos primeiros versos sua voz está totalmente mudada, o refrão bem simples não chega a empolgar como nas músicas anteriores, faixa razoável.

4. “You’re in Trouble” (Pearcy/Crosby/DeMartini) – 3:15 (European release only) 5/5
Disponível apenas na versão européia do EP, é uma outra prévia do que iria aparecer no primeiro álbum da banda, dizem que quem tocou baixo nesta versão foi “Joey Cristofanilli”, músico conhecido por trabalhar em bandas de glam rock “undergrounds”. A música como de costume, tem a assinatura da banda e é praticamente impossível não reconhecer os padrões já citados acima.

5. “Tell the World” (Pearcy/Crosby) – 3:15
4/5
Faixa bem típica do Ratt, poderia muito bem estar em algum dos primeiros álbuns da banda  seguindo seu próprio padrão, a música tem um riff simples com vocais rasgados e memoráveis, um refrão grudento e solo bem trabalhado, é uma boa faixa apesar de previsível.

6. “Back for More” (Pearcy/Crosby) – 4:42 5/5
Aqui temos uma versão menos trabalhada e com arranjos antigos de uma música que viria a ser um clássico da banda, após ser lançada no debut da mesma, em seu ano seguinte, o material aqui apresentado só serve de curiosidade, já que a versão do “Out of Cellar” é infinitamente superior a esta, mas vale a ouvida.

7. “Walkin’ the Dog” (Thomas) – 3:38 4/5
Música original do músico de blues Rufus Thomas, e regravada por tantos outros artistas como Rolling Stones, Johnny Rivers, Aerosmith, The Trashmen, entre outros. Se você acha que não teria como fazer algo muito memorável por aqui, grande engano, embora a faixa seja apenas um “tapa-buraco”, o cover do músico de blues é muito agradável de se ouvir e consegue chegar perto das melhores versões  gravadas pelo time de peso já citado aqui.


Média do álbum: 8.5/10

, , , ,

  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: