(2001) W.A.S.P. – Unholy Terror


Capa

Após 2 álbuns que voltaram às origens da banda(Kill, Fuck, Die (1997) e Helldorado (1999)), Blackie Lawless e seus funcionários resolvem voltar às letras sérias e politizadas com Unholy Terror. Nessa época o W.A.S.P. já dava sinais de estar se tornando novamente um projeto solo de Blackie.  Um grande sinal disso é o fato do álbum ser creditado a Chris Holmes, lendário guitarrista original do W.A.S.P., embora esse não tenha tocado realmente no álbum

Melhor música: Unholy Terror/Charisma

Pior música: Wasted White Boys

1 – Let It Roar (4:40) 4,5/5

Unholy Terror começa pesado e rápido com a poderosa “Let It Roar” e seu bumbo duplo marcante. É possível perceber uma mudança drástica nos vocais de Blackie, que após ter gritado muito mais do que o necessário em Helldorado (1999), agora soa mais leve, gritando menos e dando um pouco mais de ênfase aos graves. Só não é a melhor do disco pelo fato de simplesmente não ter solo de guitarra, fazendo com que fique realmente faltando algo.

2 – Hate To Love Me (4:07) 4/5

Típica música do W.A.S.P., algo bem centralizado entre o Hard Rock e o Heavy Metal. Um riff interessante e ótimo solo de Darrel Roberts. No final uma espécie de “duelo” de guitarras entre Blackie e Darrel fecha bem essa ótima música de Unholy Terror, mas o melhor ainda está por vir…

3 – Loco-Motive Man (And The Killer Babies) (6:02) 4/5

Música que lembra os tempos de The Crimson Idol (1992), tem um riff marcante e um dos melhores refrões do álbum, poderia ter menos duração e o refrão apesar de ótimo se torna repetitivo.

4 – Unholy Terror (2:01) 5/5

A faixa-título é uma canção lenta, quase sussurada por Blackie, com uma das melhores letras já escritas pela banda. Trata-se de pensamentos relacionados por Blackie a diversas personalidades e instituições da história, como Judas Iscariotes, a Igreja Católica, Mao Tse-Tung e outros. É a faixa de introdução para…

5 – Charisma (5:25) 5/5

A letra continua na mesma linha da introdução, com uma levada cadenciada e uma ótima atuação vocal por parte de Blackie Lawless, e um riff marcante. Solo muito bem executado, mais uma vez, por Darrel Roberts. Sem dúvidas, o momento alto do álbum. Merecem citação as letras da intro “Unholy Terror” e da música em si:

Unholy Terror

The serpent in the Garden of Eden: I WAS HERE when time began
I was in them all
Book of Revelation – Gospel according to the Prophet John: A wicked one magician’s hand
I’m what John had saw
Organized false relgions: I’m a thing that lives and breathers
With slaves to worship me
There are many that are born of me
Anytime there are many me’s
Jesus Christ, Judas Iscariot: Crowned messiah, I crucified him
And still ya don’t believe
The Spanish Inquisition: I am Kings – I am queens
Unholy terrors me
The Nazi SS: I’m the feces of the species
Still you’re all in awe
Nostradamus describing his visions of Adolf HItler: I’m something a prophet saw
Hister with a rise all fall
Assassination Of John Lennon: Obsessed with Lennon
Karl Marx Communist Manifesto: Manifested Marx
Conspiracy & Assassination of John F Kennedy & M.L. King: I’m incest in the hearts of dark
Nikita Khrushchev & Richard M Nixon – 1950’s Cold War : I’m riding on some atomic bomb –
To blind you all into King-dom-come–
I am – I am – I am – I am

Charisma

Napoleon: I’VE A BREATH in minds of men
With the lies I breath
No man’s ever ruled the world
Not knowing the curse of me
Emporer Caliula: I’m some of the seven sins
Vanity in the lust of men
Klu Klux Klan: I’m the Alfa – omega man
I’ll show you who I am
Charles Manson: Hypnotic charm, mesmerizing face
My soul has a dark embrace
Manifest Destiny: doctrine that it was the destiny of the US to A magic tongue, I’ll seduce you all
expand across N America – to enslave & destroy Till I’m your king
Native American Indians: till ya know my charisma
The Popes of the Vatican: I’m a liar blinding your vision
Vatican Man
Christian & Muslim leader waging war in the name of God: Preaching fear and using religion
With the bible and Koran
Richard M Nixon, Ronald Reagan and Al Gore: I wrap myself in the American Flag
And tell people I’m for which it stands
I’m coming back till you know I’m God
Till you believe, till you know my charisma
The Anti-Christ: I’m a fear from a shadow land
I seduce you all
Here I come new messiah man
To bow to me, make me your God
Adolf Hitler: I got them all marching to the rhythm
Believing me, oh yeah, their new religion
I’m a racist with a waving flag
Of domination with a fascist plan
Mao Tse Tung: I’m gonna be the new world leader
I got a lot of 9 millimeter baby eaters
Satan: I’m coming back til you know I’m God
Till you belive, till you know I’m charisma
Charisma – do you know my name
I’m the God that you pray
When you worship my name
Charisma – are you idolizing me?
I’m a dangerous thing
Your new messiah’s me

6 – Who Slayed Baby Jane? (4:54) 3,5/5

Música empolgante, mas não acrescenta nada ao álbum. Na primeira ouvida você vai lembrar de “Loco-Motive Man (And The Killer Babies)”, sendo a anterior ainda melhor.

7 – Euphoria (3:19) 3,5/5

Um instrumental acústico, simples, porém muito bem executado. Não faz o menor sentido uma música como essa em um álbum como esse. Não é a pior do disco, mas está totalmente fora de contexto.

8 – Raven Heart (3:45) 4/5

E o nível volta a subir com essa música sombria e com ótimo refrão. A introdução lembra muito o clássico School’s Out de Alice Cooper. Há boatos de que seja a única música do álbum em que Chris Holmes fez o solo. e coincidência ou não, é um dos melhores, se não o melhor solo do álbum.

9 – Evermore (6:10) 4/5

Balada bem no estilo W.A.S.P., um tanto melancólica e com um refrão mais pesado. Vale ressaltar uma característica marcante do vocal de Blackie Lawless que pode ser muito bem observado nessa música: mesmo com letras e atmosferas mais calmas ou tristes, a voz de Lawless sempre é agressiva, dando uma interpretação bem peculiar à algumas músicas, principalmente em baladas como essa.

10 – Wasted White Boys (6:49) 3/5

É perceptível que essa música é uma sobra do álbum anterior, que por sinal não é um dos melhores da banda. O riff é parecido com pelo menos umas 3 músicas do álbum de 1999, e além de ser sobra de algo que não é muito bom, não se encaixa no contexto de Unholy Terror.

Todas as faixas por Blackie Lawless.

Média do álbum: 8/10

“The magic of the circle lies, somewhere between the dark and light..
…the magic circle never dies”

Unholy Terror

The serpent in the Garden of Eden:

I WAS HERE when time began

I was in them all

Book of Revelation – Gospel according to the Prophet John:

A wicked one magician’s hand

I’m what John had saw

Organized false relgions:

I’m a thing that lives and breathers

With slaves to worship me

There are many that are born of me

Anytime there are many me’s

Jesus Christ, Judas Iscariot:

Crowned messiah, I crucified him

And still ya don’t believe

The Spanish Inquisition:

I am Kings – I am queens

Unholy terrors me

The Nazi SS:

I’m the feces of the species

Still you’re all in awe

Nostradamus describing his visions of Adolf HItler:

I’m something a prophet saw

Hister with a rise all fall

Assassination Of John Lennon:

Obsessed with Lennon

Karl Marx Communist Manifesto:

Manifested Marx

Conspiracy & Assassination of John F Kennedy & M.L. King:

I’m incest in the hearts of dark

Nikita Khrushchev & Richard M Nixon – 1950’s Cold War :

I’m riding on some atomic bomb –

To blind you all into King-dom-come–

I am – I am – I am – I am

Charisma

Napoleon:

I’VE A BREATH in minds of men

With the lies I breath

No man’s ever ruled the world

Not knowing the curse of me

Emporer Caliula:

I’m some of the seven sins

Vanity in the lust of men

Klu Klux Klan:

I’m the Alfa – omega man

I’ll show you who I am

Charles Manson:

Hypnotic charm, mesmerizing face

My soul has a dark embrace

Manifest Destiny: doctrine that it was the destiny of the US to

A magic tongue, I’ll seduce you all

expand across N America – to enslave & destroy

Till I’m your king

Native American Indians:

till ya know my charisma

The Popes of the Vatican:

I’m a liar blinding your vision

Vatican Man

Christian & Muslim leader waging war in the name of God:

Preaching fear and using religion

With the bible and Koran

Richard M Nixon, Ronald Reagan and Al Gore:

I wrap myself in the American Flag

And tell people I’m for which it stands

I’m coming back till you know I’m God

Till you believe, till you know my charisma

The Anti-Christ:

I’m a fear from a shadow land

I seduce you all

Here I come new messiah man

To bow to me, make me your God

Adolf Hitler:

I got them all marching to the rhythm

Believing me, oh yeah, their new religion

I’m a racist with a waving flag

Of domination with a fascist plan

Mao Tse Tung:

I’m gonna be the new world leader

I got a lot of 9 millimeter baby eaters

Satan:

I’m coming back til you know I’m God

Till you belive, till you know I’m charisma

Charisma – do you know my name

I’m the God that you pray

When you worship my name

Charisma – are you idolizing me?

I’m a dangerous thing

Your new messiah’s me

, , , , , , , ,

  1. (2002) W.A.S.P. – Dying For The World « Roque Veloz /,,/

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: